A vivência familiar presenteou-me com um novo olhar para a odontopediatria.
Portanto, vou deixando meu recado pouco a pouco. Recado este esmerilhado pela experiência com meu esposo Evandro, e com Gabriel (12 anos), Camila (11 anos), Joana (9 anos) e Antônio (7 anos).
Um grande abraço e boa sorte para todos nós que enveredamos neste grande desafio de sermos pais! E que seja com muito amor!

Odontologia para gestantes

A odontologia para gestantes ou odontologia intra-uterina é aquela que aborda a mãe ainda na gestação para orientações pertinentes a este período e ao primeiro ano do bebê.

A gestante deve ir ao seu dentista no segundo trimestre de gravidez para profilaxia bucal e orientações. A gengivite gravídica – inflamação gengival devido a mudanças hormonais e presença de placa – é comum estar presente. Mães com problemas gengivais têm mais chance de parto prematuro e crianças com baixo-peso. Portanto é importante a prevenção.

A gestante alimenta em geral mais vezes ao dia, dando intervalos pequenos entre as refeições. Com isso tende a manter o pH mais ácido na boca, e corre risco de desenvolver a cárie dentária. “A cada filho vai-se um dente”, diz o ditado popular.

Para driblar esta situação, os intervalos entre as alimentações não devem ser inferiores a duas horas, o açúcar deve ser evitado e a escovação e uso do fio dental intensificados.

Uma alimentação saudável da mãe, mais natural e livre de açúcar, pode influenciar beneficamente o paladar do bebê em formação.

Procure a orientação de seu médico, cursos de casal grávido e outros para fortalecer a decisão de amamentar. Além de todos os benefícios para a saúde do bebê, a amamentação, com os movimentos de ordenha que a criança exerce para extrair o leite da mãe, desenvolve os músculos faciais e a arcada dentária de forma harmônica, melhorando a sua oclusão futura, diminuindo a chance de problemas ortodônticos, respiratórios e fonoaudiológicos.

O uso da mamadeira não oferece o mesmo trabalho muscular.

A visita ao futuro odontopediatra do bebê, ainda durante a gestação, vai reforçar conceitos importantes que ajudarão a promover a saúde bucal da criança, evitando dúvidas que costumam vir nos primeiros meses.