Dando continuidade ao post anterior, hoje falaremos sobre os macro nutrientes: carboidratos, proteínas e gorduras.

Carboidratos

São a principal fonte de energia do nosso corpo, sendo essa a principal razão pelo qual é fundamental incluir bastante alimentos de origem vegetal na nossa alimentação. As fontes mais comuns para as papinhas de bebê são o arroz, o macarrão, a batata, a mandinhoquinha  e o inhame/cará.

Proteínas
São responsáveis pela formação e manutenção dos tecidos celulares e pela síntese dos anticorpos contra infecções. Produzem ainda Energia e ajudam na formação da hemoglobina do sangue e de variadas enzimas. A infância é, naturalmente, um período de rápido crescimento e desenvolvimento – por isso é importante garantir que o seu bebê receba proteínas suficientes para suportar este crescimento. A fonte primária de seu bebê de nutrição em todo o primeiro ano é o leite materno a partir do qual ele recebe proteína. As principais fontes de Proteína presentes nas papinhas são a carne (boi ou frango), ovo e leguminosas.

Gorduras

São uma forma secundária de Energia para a criança. São substâncias químicas que estão presentes em muitos alimentos e também no corpo humano. A sua função mais conhecida resulta em uma reserva de Energia . Sem elas não é possível absorver algumas vitaminas como a A, D, E e K. Mas não se deve exagerar nas quantidades de gorduras a serem oferecidas para a criança. É importante também evitar o excesso de gordura saturada e frituras, precavendo um possível aumento dos níveis de colesterol na infância.Nos alimentos, naturais ou industrializados, encontramos vários tipos de gorduras, algumas com efeito benéfico e outras prejudiciais. As gorduras que possuem efeito positivo agem aumentando o HDL –  “colesterol bom” enquanto as que possuem efeito prejudicial aumentam os níveis de LDL – “colesterol ruim”. Mesmo as gorduras classificadas como benéficas devem ser consumidas moderadamente, pois todos os tipos de gordura contêm calorias em grande quantidade.

As gorduras são divididas em: Insaturadas, Saturadas e  Trans.
Os dois tipos de Gorduras Insaturadas (Gordura Monoinsaturada e Poliinsaturada) têm um efeito positivo para a saúde. A substituição de Gorduras Saturadas por Insaturadas ajuda a diminuir o nível de colesterol no sangue.A gordura Monoinsaturada pode ser encontrada nos seguintes alimentos: abacate; óleo de canola; azeite de oliva; óleo de girassol; óleo de gergelim; óleo de amendoim. A gordura Poliinsaturada pode ser encontrada nos seguintes alimentos: peixes e frutos do mar (Ômega-3, 6, 9); soja; óleo de peixe; grãos.

Ainda existem controvérsias sobre os efeitos maléficos da gordura saturada para a saúde do homem. No geral, especialistas condenam a gordura saturada, relacionando-a com o aumento de problemas cardíacos. Ela pode ser encontrada no óleo e derivados de côco, bacon e banha de porco, óleo de algodão, óleo de palma (dendê), carnes gordurosas e laticínios integrais como manteiga e chantilly.

A Gordura Trans é encontrada em produtos industrializados, após um processo de hidrogenação de óleos vegetais, como acontece com a margarina. O processo é vantajoso, pois permite aumentar a validade do produto e menor necessidade de refrigeração. Ela também pode ser encontrada em pequena quantidade naturalmente, como no leite de animais ruminantes. Estudos indicam que este tipo de gordura deve ser evitado em grandes quantidades, pois seu consumo está relacionado ao desenvolvimento de doenças cardíacas.

Recomendações:

• Um pouco de gordura na dieta é necessário para assimilar as vitaminas lipossolúveis e fornecer energia. Um consumo moderado de gorduras mantém um bom nível de colesterol HDL.

• Os alimentos industriais que só contêm gorduras trans devem ser evitados.

• É importante verificar nos rótulos que tipo de gordura contém os alimentos que compramos. Se tiver “gorduras hidrogenadas” ou “gorduras trans”, é aconselhável escolher outro produto. O termo “gordura insaturada,” gordura parcialmente hidrogenada”, não esclarece de que tipo é, portanto, em caso de dúvida, é melhor não usar.

•Para fritar, recomenda-se utilizar óleos ricos em gorduras monoinsaturadas, como o azeite ou o óleo de amendoim. Além disso, não convém que se aqueçam em excesso, porque com o calor desnaturam-se. Convém mudá-los com frequência.

Que tal interagir ainda mais com o bebê durante a papinha?