Gabriel adorava a história dos três porquinhos.
Ele sabia de cor que o lobo soprava até voar a casa de madeira e a casa de palha. E achava o máximo o final da historinha, com a casa de tijolo que o lobo não conseguia derrubar.

Então, a Festa Junina da escola estava próxima e a mãe perguntou:
– Filho, e o chapéu de palha para a festa, você não vai usar?

E ele, prontamente:
– Não, eu vou usar chapéu de tijolo!

Gabriel Ubiratan, 5 anos