Dá pra ir em museu com crianças e bebês (e ter um passeio bacana)?
Especialmente se for um museu como o Memorial Minas Gerais, dá super certo e é um programão!
Ciça interagindo no Memorial

Recentemente, curtimos com as crianças a história de Minas em um espaço interativo, bonito e cheio de enredos interessantes. 

Pra começar, achei super bacana a abordagem inicial do Memorial, que permitiu, como exceção para as crianças, a entrada com seus copinhos d’água. Não, não pode entrar com alimentos no Museu, minha gente. Vale a dica de levar a meninada alimentada, porque como são muitas salas para visitar, pode bater uma fominha no meio do caminho.

O Memorial faz parte do Circuito Cultural da Praça da Liberdade e foi idealizado por uma parceria entre Governo de Minas e a Vale. O prédio tem três pavimentos, recheados de salas com um rico acervo interativo. São cenários reais e virtuais que se misturam criando experiências e sensações incríveis para o público. O espaço conta também com uma cafeteria e auditório para 100 pessoas, midiateca e espaços para projetos educativos. O projeto de curadoria e museografia é assinado por Gringo Cardia, designer que sou fã.

Na sala Carlos Drummond de Andrade,
querendo pegar todos os livros

Há dois anos, visitei uma exposição dele no Palácio das Artes que abriu meus horizontes para o que pode ser chamado de museu, de exposição, de arte. O Memorial Minas Gerais é um exemplo disso. Sabe aquele ditado que diz “isso aí virou peça de museu!” Pois é, essa expressão hoje mudou de significado. Se for pra ser peça de museu, torça para que seja de um museu como o Memorial.

As crianças se divertiram na maioria das Salas. No espaço Carlos Drummond de Andrade, por exemplo, a Sara se esbaldou no meio dos livros. Na sala Guimarães Rosa, ela ficou um bom tempo retirando da grande árvore de madeira os papeizinhos com frases de um dos mais importantes escritores brasileiros, vejam só!  Muitas outras salas nos encantaram e já planejamos voltar outra vez.

Cuidando para nenhum pensamento do Guimarães Rosa
ser engolido pela pequena

O Memorial foi inaugurado em novembro de 2010 e neste dia, o presidente da Vale, Roger Agnelli, disse o seguinte: “A gente fica imaginando as crianças visitando cada uma dessas salas e ter um pouco de tecnologia, bem avançada. As crianças vão ficar encantadas de ver tudo e manter uma interação muito grande” (fonte).

Pois é, Sr. Presidente. Foi exatamente isso que aconteceu por lá. Veja só um pedacinho dessa deliciosa interação da Sara, Ciça e da Gabi:

Passeie por lá:


Memorial Minas Gerais
Endereço: Praça da Liberdade, s/n, esquina com Rua Gonçalves Dias – Belo Horizonte/MG

Horário de Funcionamento:
Domingos: 10h às 14h
Sábados, terças, quartas e sextas-feiras: 10h às 18h
Quintas-feiras: 10h às 22h

Pra quem quiser saber mais, veja aqui.