Aproveitando a abordagem de nossa querida leitora, vamos falar um pouco da cárie de mamadeira:

Agora estou na luta porque minha menina (1 ano e 5 meses) não está me deixando escovar seus dentinhos à noite, depois da mamadeira. Ela vira o rosto, chora,quer ir dormir, eu acho… Até estou usando uma luvinha para tentar limpar os dentinhos, porque ela não deixa que eu passe a escova…

A primeira dica é escovar muito bem os dentes de sua filhinha antes da mamadeira para remover a placa bacteriana!.

E a leitora poderia me perguntar: Mas o leite da mamadeira não vai sujar os dentes em seguida à escovação? 
Sim, o ideal seria dar a mamadeira antes desta escovação, mas como vejo que ainda não alcançou este objetivo, a escovação antes da mesma terá um efeito importante.

E ainda: Mas aí posso ficar segura? 
Você poderá ficar realmente segura se após a mamada passar a luvinha que citou ou uma gaze ou ponta de fralda sobre os dentinhos, removendo principalmente o leite que fica parado entre os lábios e os dentes anteriores. É este o local de maior risco à cárie no caso de crianças que dormem mamando. E não dar outra mamadeira de madrugada. A não ser que seja de água.

E se eu não conseguir fazer estas escovações e minha filha continuar mamando para dormir? 
A cárie de mamadeira existe. A criança que mama madrugada adentro é o principal alvo: dormindo, não apresenta o mesmo movimento de lábio de quando está acordada e, portanto, não há uma auto-limpeza do leite pela ação da saliva e da língua. O leite fica acumulado entre o lábio superior e os dentes e, com a ação das bactérias da placa dentária, ocorre a perda de cálcio do dente.

   

Mas como é a cárie de mamadeira
Em primeiro lugar observa-se no dente uma perda de brilho, especialmente margeando a gengiva, com a forma de uma meia lua. Se detectada ainda neste momento, é possível paralisar o processo, antes que a lesão sofra uma cavitação, com perda irreversível de mineral.

E como se paralisa o processo da cárie?
O uso da pasta de dente com flúor (1000 ppm ou mais), a remoção de placa diária, e a substituição do leite da madrugada por água são as atitudes a serem tomadas. Não se esqueça que o odontopediatra deve acompanhar de perto sua criança para o melhor sucesso. Aplicações profissionais de flúor poderão ser necessárias para auxiliar na remineralização do esmalte.

Vamos prevenir que é o melhor caminho! Boa sorte!