Está chorando? É o dente que está nascendo!

É uma dúvida frequente. Antes mesmo de pensarmos em alguma hipótese, a vovó, titia, madrinha e até a vizinha afirmam sem parar que a criança está colocando a mão na boca porque o dente está quase nascendo. Que ela está babando porque o dente está nascendo. Que está chorando porque o dente está nascendo. E aí vai. Pois afinal, são 20 dentes de leite para nascer e, portanto, a coisa fica brava. É difícil a gente não se convencer de que o dente quando nasce incomoda mesmo. Pois tudo é muito real: muitas vezes a criança chora, a mão vai para a boca e até dá febre. E o tal dente acaba nascendo mesmo. E não tem como a gente saber da criança qual a causa do incômodo.

Até a vizinha comenta que o bebê está colocando 
a mão na boca é porque o dente está nascendo

O nascimento do dente é um processo fisiológico, no qual células são acionadas e abrem o caminho para a passagem do mesmo. Entre elas, os osteoclastos que destroem o osso que vem à frente do caminho e os osteoblastos que vão formando novo osso onde ficou um espaço para trás. Tem também um tanto de outras células atuando a favor da caminhada de erupção (movimento que o dente faz desde dentro do osso até a cavidade bucal). Veja que o nascimento do dente não apresenta sangramento. E um fato interessante é que aos seis anos de idade nasce um dentão atrás do último dente de leite. É o primeiro molar permanente. E na maioria das vezes a criança e a família nem percebe o nascimento do mesmo. Ou seja: sem choro, sem dor, sem febre.

Mas a maioria das mães acredita que a erupção dos dentes causa uma série de incômodos aos bebês. E este dado deve ser considerado, visto que são elas que acompanham o dia-a-dia da criança.

Bom… E agora? É hora de usarmos o bom senso e cuidarmos dos sinais. Dicas: 

:: Uso de mordedor: se gelado, melhor ainda!

:: Fralda de pano molhado com suco (gelado) para a criança chupar.

:: Morder uma cenoura ou um talinho de couve ou similar, também gelado.

:: Massagear a gengiva com uma dedeira.

:: Anestésicos tópicos: com recomendação do pediatra, pois há risco de se engolir o mesmo. Devem ser evitados se possível.

:: Manter a calma, distrair a criança.

:: Existem casos de hematoma ao nascimento do dente, ou sangramento devido a uma mordida no local. Ou um alimento pode ter entrado na gengiva e criado uma inflamação. São fatos que podem causar um incômodo. Portanto, se o aspecto na boquinha está meio estranho… Sangra, ou está inchado, mais do que o normal: procure o seu odontopediatra.

Na época do nascimento dos dentes, a criança inicia
o contato com o mundo externo, levando tudo o que
consegue para a boca e muitas vezes se contaminando
:: Mas… E se a criança apresenta febre que não cede? Ou uma diarreia persistente? O que parece ser culpa do dente pode ser uma virose ou até uma infecção bacteriana e deve ser tratado: ligue já para seu pediatra.

Acontece que esta época do nascimento dos dentes de leite coincide com as doenças de infância. A criança inicia o contato com o mundo externo, levando tudo o que consegue para a boca e muitas vezes se contaminando. Ao mesmo tempo está criando imunidade, não podemos cercá-la totalmente do meio externo.

O maior desafio para os pais é dar conta destes sinais e sintomas da infância. Procure fazer do limão uma limonada. Vamos curtir um pouquinho até este babar, vamos comemorar cada dentinho e agir a favor do bebê!