A rua Cláudio Manoel, no último sábado, me lembrou a minha infância, quando eu passava o final de semana na casa dos tios só para brincar na rua: elástico, pega pega, rouba bandeira, bola, peão e muito mais. Que saudades! A rua era um espaço para a vizinhança confraternizar e a criançada se divertir. Bons tempos…

O brincar lá fora, ao ar livre, faz parte da minha história e tem feito parte da vivência da minha filha. Esta é a essência do Na pracinha, e por isto, não poderíamos deixar de prestigiar um evento que tem um propósito tão bacana, organizado pelo Museu dos Brinquedos e a Ora Bolinhas, com o apoio de parceiros que, assim como nós, se identificam com o propósito e querem ver as ruas de BH cheias de crianças ;) O II Brincando na Rua foi um ótimo começo para as comemorações da Semana Mundial do Brincar, promovida no Brasil pela Aliança pela Infância.

Quem não gostava de brincar de bambolê?
Lá vem o sol!
Brincar na rua com a família é bom demais

Brincar na rua é incentivar a imaginação, explorar a criatividade, vivenciar a ludicidade. A criançada se divertiu à beça com um tantão de brincadeiras legais promovidas pelo Museu dos Brinquedos. Teve dança da laranja, Gincana, Corrida de Saco e brincadeiras cantadas, além de oficina de Pirocóptero.

O que tá valendo é a diversão!
                     

Equilibra aí!

Com a Ora Bolinhas foi o momento de colocar a mão na terra, brincar com as minhocas e plantar uma mudinha, de flores e ervas. Que delícia! E nada melhor que aproveitar o momento para transmitir um pouco mais de consciência sustentável para a meninada, as embalagens eram recicláveis ;)
Vamos por a mão na terra?
E tem que regar, né?
Doce ….
Com criatividade, a criançada expressou arte junto com os talentos da Dinoleta, enfeitando a rua com cada desenho mais lindo que o outro! E ainda tiveram a oportunidade de criar um quadrinho especial para guardar de lembrança deste dia divertido com a turma do Play Infantil.
Borboletinha tava ….
Rei da rua!
                               
Fica a dica!
A Maria e os amiguinhos fizeram muita arte ;)
Todo mundo brinca!
                         
Música não podia faltar num evento como este, né? E com a Serenata e o Núcleo Villa Lobos a meninada conheceu os instrumentos musicais e experimentou as melodias em oficinas especiais.
Essa banda toca todas!
Pura animação! Luiz Otávio arrasando com as dicas do professor Estêvão Dias
Ah, e a imaginação! Brincar na rua também é criar personagens e nada melhor do que se fantasiar e curtir. E foi assim com as lindezas da Traquitana. Brincar na rua também é viver novas histórias, conhecer uma nova rua, “Lá na rua onde eu morava” (ou melhor, elas moravam: Matê, Miroca e Neide, as contadoras),  com a Cia Arreleque. Brincar na rua é ganhar conhecimento, compartilhar experiências, e foi assim com a Folia de Livros, uma biblioteca aconchegante embaixo de uma deliciosa sombra.
Folia da cultura! Helena concentrada na leitura =)
Na rua onde eu morava…
Feche os olhos e sinta o momento!

Além de príncipes e princesas, havia muitos super heróis brincando na rua, né, Pedro?

O Na pracinha também entrou na brincadeira com nossa blogueira mirim por um dia, a Vitória Baltazar!  Curtimos à beça e a pequena saiu por aí descobrindo novidades e conhecendo um montão de gente boa!            


Preparada para ser blogueira por um dia!
“Estou achando as pessoas muito animadas, a ideia é ótima, tem muitas crianças brincando!” 
Cristiane, mãe do João Daniel
“Minha filha tem 2 anos e meio, é a Ana Sophia, participou da jardinagem, tirou foto de borboleta no asfalto, escutou história. Fez tudo, está adorando!”

                           

“Estou gostando muito do evento!”
Alexandre, pai da Maria Lia
Também teve vovó com as netinhas entrando na brincadeira!

                         

Que manhã de sábado mais gostosa, esperamos que logo, logo venha outra. E vocês?

Que curiosos!

Perna-de-pau

Mamãe Mariana e a pequena Júlia se divertiram com as latas :)
Na rua, no chão, brincar é bom demais!
  

Quem não curte desenhar?
Quem não gosta de balão?

A Fernanda e a Ana curtiram de montão!

Brincar na rua é uma alegria!

Na rua tem brincadeira a vontade! O Rodrigo Libânio prendeu a atenção da criançada!

Atenção para a mira!

Desenha aí, Jojô!
A gente ganha mesmo é amigos

Teve brincadeira do ovo na colher
  

Brincadeira da laranja na cabeça
Concentra pra não deixar cair!
Quem gosta de desenhar na rua?

Olha que tantão de gente foi brincar na rua!

         

O Na pracinha adorou brincar na rua e divulgar esse evento! 
  
Até o nosso próximo encontro!
Fotos: Júnia Chaves

Não deixe de conferir mais registros em nossa fan page e no instagram =)

“Tarde?
O dia dura menos que um dia.
O corpo ainda não parou de brincar
E já estão chamando da janela:
É tarde.
Ouço sempre este som: é tarde, tarde
A noite chega de manhã?
Só existe a noite e seu sereno?
O mundo não é mais depois das cinco?
É tarde.
A sombra me proíbe.
Amanhã, mesma coisa.
Sempre tarde antes de ser tarde.”
(Brincar na rua, Carlos Drummond de Andrade)



O Brincando na Rua é um evento esporádico, gratuito, realizado pela Ora Bolinhas e pelo Museu dos Brinquedos. A II edição contou com o apoio de Cia Arreleque, Serenata, Núcleo Villa Lobos, Casa Bonomi, Ideias e Festas Cerimonial Infantil, Traquitana, Subway, Dinoleta, Play Centro de Desenvolvimento Infantil e Buffet Morena Clara. O apoio na divulgação foi feito pelos blogs: Na pracinha (este que vos fala!),  BH da Meninada e Roteiro Baby BH.




Acessórios “Blogueiro por um dia”: O Lobo Fofurices
Fotos: Júnia Chaves