No último post falamos das manchas escuras nos dentes de leite que acabam saindo com uma boa escovação ou com “aquela” limpeza do odontopediatra.

Mas…e quando a manchinha escura não sai mesmo? O odontopediatra deve examinar a criança para confirmar o diagnóstico. E se for cárie? Dependendo do caso ela pode ser paralisada. Vamos entender um pouquinho sobre os diversos estágios da cárie, que é considerada hoje uma doença. E as alterações no dente são as lesões provocadas pela doença, que podem ser em forma de cavidade ou não.

Primeiro estágio: a doença cárie está presente, mas ainda não se observa alteração no dente a olho nu. Há uma desmineralização microscópica do esmalte.

Segundo estágio

Segundo estágio: a lesão da cárie se torna visível, ela se apresenta como uma mancha branca. A perda de cálcio do esmalte faz com que ele fique poroso e apresente um aspecto esbranquiçado e sem brilho. Nos dentes da frente ocorre margeando a gengiva (frequente nas crianças que mamam madrugada adentro), ou entre os dentes. Nos dentes de trás é comum nos sulcos ou entre os dentes (mais comum nas crianças acima de 3 anos). Detectado neste estágio, a cárie pode ser paralisada com as devidas medidas preventivas. A mancha vai continuar e poderá se tornar escura por pigmentação dos alimentos, por exemplo. É quando se pode confundir com alguns tipos de manchas removíveis.

A cárie nos vários estágios

Terceiro estágio: a cárie evolui para uma cavidade. O esmalte perde material de forma permanente. O aspecto varia de branco a amarelo, podendo partir para escuro. A lesão está ainda em esmalte e, independente da cor que se apresenta, mesmo com cavidade, pode ser paralisada com medidas preventivas.









Quarto estágio

Quarto estágio: a cárie atinge a dentina. O aspecto varia de amarelo a escuro. A cavidade é visível e a criança pode sentir dor ao comer alimentos doces e com a própria escovação. O odontopediatra é o profissional indicado para acompanhar o caso.

Mas o melhor mesmo é não atingir nenhum destes estágios. E como evitar a cárie? Algumas dicas estão nos links:

Geração zero-cárie I
Geração zero-cárie II
Geração zero-cárie III: o açúcar
Geração zero-cárie IV: uso inteligente do açúcar
Geração zero-cárie V: quando levar ao odontopediatra?

Falaremos no próximo post sobre as diversas manchinhas brancas que podem aparecer nos dentes de leite e da importância de saber lidar de forma natural com as crianças quando a questão é estética.