Curtindo a fase da cumplicidade
É só engravidar que as mamães começam a ouvir freneticamente essa frase a cada conversa iniciada sobre a gestação. E depois, sobre o recém-nascido, o famoso toddler e por aí vai.

Curta cada fase: para quem tem um bebê que o acorda de três em três horas, chora de cólica e ainda não sabe andar, ouvir essa frase é, no mínimo, uma tortura. A gente acaba se sentindo uma mãe muito pior, já que, no fundo, estamos torcendo para essa fase se completar o mais rápido possível – e, de preferência, sobrando muitas vidas. “Encurta” essa fase, pelamordedeus.

Só que, se não deu pra curtir, já era, porque já passou. E começamos a viver a fase seguinte, que vamos combinar, é bem mais tranquila, sim senhor. Curta cada fase: agora já dá pra conseguir entender melhor o significado dessa história. Já dá pra fazer um passeio com mais calma, desenfurnar de dentro de casa.

Mas se não curtiu, paciência, porque já passamos para a próxima outra vez. A coisa é rápida mesmo. Aí, entre um e dois aninhos, acontece algo muito estranho: de repente, aquela vontade de pular a fase, transforma-se em vontade de congelar o tempo. O curta fica curtíssimo demais pra tantos momentos de cumplicidade, de descobertas com nossos pequenos. É como uma ida ao teatro, por exemplo, em programa de duas – a mãe e a filha a tiracolo. As duas no carro, as duas na fila, as duas comprando pipoca, as duas conversando – ou tentado se comunicar – com o povo na entrada. As duas sentadas juntas, assistindo ao espetáculo da Chapeuzinho Vermelho e conversando bem baixinho, para afugentar o medo do lobo e sobrar só alegria. Dá pra congelar esses momentos?


É muito pouco tempo pra curtir tanta cumplicidade que, às vezes, se dissipa à medida que eles vão crescendo e buscando seus caminhos. No momento, a vontade é de parar o tempo. De passear todos os dias, curtir cada momento, cada risadinha, cada caras e bocas.

Acho que é por isso que a gente arruma passeio pra fazer com essa meninada o tempo todo. Até em mega show infantil a gente anima ir, só pra ver felicidade no rostinho deles, alegria, encantamento. Só pra curtir cada fase.

Feliz de estar curtindo com ela :)
É disso que a gente está falando
A gente vai parar até em mega show infantil pra curtir o encantamento das pequenas

  

Tem nada melhor não, gente. Curta cada fase :)

As fotos foram feitas pela nossa querida parceira Dynelle Coelho durante o Kids Festival ;)