Aproveitando a dúvida muito pertinente e comum da nossa leitora Tatiana, hoje vamos responder à pergunta: antibiótico causa manchas nos dentes?

Vi sua reportagem sobre manchas nos dentes no blog Napracinha.
Gostaria de saber se antibiótico pode causar manchas nos dentes.
Minha filha tem 2 anos e está tomando Novamox, vai tomá-lo por dez dias,
notei que seus dentinhos estão amarelados. Acha que isso tem
alguma coisa a ver? 

Tatiana – leitora Na pracinhaImagine o seguinte: uma criança aparece com manchas amareladas nos dentes, outra com manchinhas escuras, uma terceira apresenta manchinhas brancas com uma parte já cavitada e ainda há uma quarta criança com os dentes de trás com lesões de cárie visíveis, daquelas bem grandes. Algo há de comum nestas situações descritas: todas as crianças estiveram doentes quando bebês e tiveram que usar antibiótico. E há uma dúvida no ar:  a culpa é do antibiótico?

Quando a culpa NÃO é do antibiótico:
O antibiótico de eleição para os bebês e crianças é a amoxicilina, nome comercial: Amoxil, Novamox, Clavulin entre outros. Ele não causa defeitos nos dentes, nem manchas. Acontece que, pelo fato da criança estar doente e debilitada, acaba por comer mal e fora de hora, o que a coloca em risco de desenvolver cárie. A criança não se alimenta bem nas refeições principais e acaba por ficar beliscando pelo dia afora, com perda frequente de cálcio pelos dentes, sem a reposição devida. A escovação acaba sendo mal feita pelo fato da criança estar mais enjoadinha e os dentes ficam amarelados, podendo também surgir a cárie. O antibiótico age como mais um momento de açúcar, por ser doce… Portanto, basta que os dentes sejam higienizados após o uso do mesmo e que os cuidados em relação à prevenção da cárie sejam tomados para que não haja qualquer problema para a criança.Quando a culpa É do antibiótico:
A Tetraciclina, antibiótico que não é receitado para crianças em geral, é capaz de provocar manchas definitivas nos permanentes que ainda vão nascer. Ou nos dentes de leite caso tenha sido ingerido pela mãe gestante ou com a criança ainda bem bebê. Nestes casos o antibiótico ingerido segue para a corrente sanguínea e é fornecido para o dente durante a sua formação, alterando a composição do mesmo, o que dá um aspecto amarelado. O dente apresenta um problema estético e às vezes apresenta cavidades que precisam de cuidados especiais. Esta ocorrência não é comum, pois os médicos já sabem que a tetraciclina não deve ser receitada para gestantes e crianças.

Conclusão:
Na quase totalidade das vezes em que se afirma: o antibiótico estragou os dentes do meu filho… O caso é o primeiro, ou seja, o antibiótico não foi o culpado. Moral da história: se seu filho está doente e precisa tomar antibiótico, arregace as mangas, faça a prevenção e não deixe uma crença dessas levá-lo à acomodação e às consequências. Escova e pasta nas mãos e vamos à luta!

Vale lembrar que em todas as situações, é muito importante procurar o seu odontopediatra para o correto diagnóstico e as orientações e intervenções necessárias.