O post de hoje é uma receita antiga, muito usada e que pode ser um pouco modificada para ficar mais leve e também com “jeito de criança”.

Ingredientes:

:: 1 xícara de farinha de trigo (você pode trocar por meia xícara de farinha integral e meia xícara de farinha comum);

:: 1 xícara de leite;

:: 1 ovo;

:: 1 colher rasa de café (aquela menor) de sal.

Como fazer:

Bater todos os ingredientes (no liquidificador ou mixer) até misturar bem. Aquecer a frigideira com meia colher de café de óleo. Despejar meia concha (pequena) da massa. Espere desgrudar (sinal de que está no ponto) e vire (pode ser com uma espátula). Deixe um pouco e coloque o recheio. Enrole ou dobre ao meio e vá arrumando em uma travessa.

E a cor? Para as panquecas ficarem coloridas você pode acrescentar na massa pedaços cozidos de cenoura ou beterraba e também espinafre. Em lojas de produtos naturais encontramos corantes (naturais, feitos do próprio legume) em pó e desidratados.

E o recheio? O recheio pode variar. Pode ser de carne moída com legumes, frango desfiado, carne picadinha, creme de milho com queijo, palmito, brócolis, tomates e ervas. Pode ser preparada no jantar com as sobrinhas do almoço.

Pode colocar molho por cima? Pode sim, mas não é obrigatório. Um molho leve e prático é o molho de tomate. Depois de colocar as panquecas na travessa, regue-as com molho de tomate e coloque uns 10 minutos no forno. E só.

Usando essas quantidades da receita rende 6 panquecas. A massa pode ser feita mais fina (tipo wrap) e também mais grossa.

A massa da panqueca é fonte de proteínas e carboidratos, e baixa quantidade de gordura (principalmente se for utilizado no preparo o leite desnatado), além da farinha integral possuir fibras.

Delícia colorida que faz bem!