Meu brinquedo favorito era uma bola de couro pesada demais para a força das minhas pernas. E ainda assim eu enchia o pé e achava que eu era o Rivelino vendo a redonda avançar poucos centímetros.

Meu brinquedo favorito era um capacete de bombeiros muito grande para a minha cabeça que eu tirava dos olhos enquanto dizimava incêndios e salvava vidas sem nunca deixar de fazer eu mesmo a sirene.

Meu brinquedo favorito era um Forte Apache em que eu era os índios e os soldados e montava estratégias e mudava os rumos da batalha com um único herói desgarrado que avançava sozinho e vencia tudo.

Meu brinquedo favorito era ver Sophia brincando. Jogando as bolinhas que faziam barulho, puxando o carrinho que acendia luzes, ninando a Minnie como se fosse um bebê.

Meu brinquedo favorito é ser pai, é dizer pra ela que vá, é pedir a ela que fique, é fazer carinho, é olhar no olho, é ganhar um beijo, é contar histórias. Meu brinquedo favorito é o hoje, meu brinquedo favorito é pra sempre, meu brinquedo favorito é a vida.

Crédito de imagem: tempestadideias