“Nas minhas gravuras eu tento mostrar que 
vivemos em um mundo belo e ordenado, e não 
em um caos sem regras … Eu não consigo deixar 
de brincar com as nossas certezas estabelecidas.”
M. C. Escher

A exposição mais visitada em todo o mundo está em Belo Horizonte e é uma super oportunidade para passear com a criançada.

Estivemos lá no feriado e valeu cada segundo. Dois andares do Palácio das Artes recebem 85 obras do artista da ilusão de ótica Maurits Cornelis Escher. O gênio holandês trabalha a imaginação lúdica por meio de uma estética matemática que surpreende. Os papais aproveitam a exposição por inteiro e as crianças curtem especialmente as instalações que permitem uma interação direta e muito curiosa.

Confiram alguns dos motivos para conhecer a Magia de Escher com os pequenos:

A sala da relatividade – tomando pílula para encolher

Autorretrato em esfera espelhada

“A obra mostra a esfera espelhada suspensa por uma mão esquerda. Entretanto, uma vez que a gravura traz o reverso do original gravado em pedra, o que vemos é o desenho de minha mão direita. (Sou canhoto, portanto precisei usar a mão esquerda para desenhar.) O reflexo em um globo como este concentra praticamente todo o entorno em uma única imagem em forma de disco. O ambiente todo, ou seja, quatro paredes, piso e teto: tudo, embora distorcido, encontra-se comprimido naquele pequeno círculo. A cabeça de quem segura a esfera, ou melhor, o ponto entre seus olhos, está ao centro. Não importa que posição a pessoa assuma em relação à superfície esférica espelhada, esse ponto central é inevitável. A pessoa é fatalmente o foco de seu próprio mundo”.
M. C. Escher

A sala impossível – só de ter um miau lá dentro, já valeu a curtição

Quebra-cabeça da obra Ladrilhamento I – interagindo com a obra de arte

A obra Ladrilhamento I completa

“Este trabalho claramente ilustra meus principais requisitos: reconhecimento e contraste de cor. Caso as figuras não pudessem ser reconhecidas como seres vivos ou objetos comuns, não faria o menor sentido reuni-las; e sem nenhum contraste entre duas figuras adjacentes, elas seriam simplesmente invisíveis!”
M. C. Escher

Criançada hipnotizada com a criação das obras de Escher em vídeo
Pura ilusão

E sem contar as encantadoras gravuras espalhadas por toda a galeria

Conheça mais sobre o artista aqui.

Anote aí:
A exposição vai até 17 de novembro
Local: Galerias do Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1.537, Centro
Horário: de terça a sábado, das 9h30 às 21h; domingo e feriados, das 16h às 21h. Entrada gratuita :)