Foto: Shutterstock

Nos dois últimos posts falamos sobre a odontologia para a gestante: os cuidados necessários com a saúde bucal, o tratamento dentário etc.

Hoje vamos falar sobre alguns mitos e curiosidades:

:: A mãe perde cálcio dos dentes para o bebê?


A mãe não perde cálcio dos dentes para o bebê. O cálcio está presente de forma estável nos dentes da gestante, não estando disponível para a circulação sanguínea. Portanto, não tem como o cálcio do dente ser transmitido da mãe para o bebê. O cálcio necessário para o desenvolvimento da criança é obtido através da dieta da mãe, que deve ser rica em minerais e vitaminas. Caso o bebê não obtenha todo o cálcio necessário por essa fonte, seu organismo recorrerá às reservas de cálcio dos ossos da gestante, e não de seus dentes.:: A gestação enfraquece os dentes da gestante?

Não. A gestação não enfraquece os dentes. A gestante com boa saúde bucal não apresentará problema algum, porém é bom saber:

1) A gestante está mais propensa a problemas gengivais devido a mudanças hormonais, e caso não sejam tomados os cuidados necessários, o organismo pode responder com um quadro de gengivite.

2) Quanto à cárie, o risco aumenta principalmente pela mudança de hábito alimentar. A alimentação da gestante se dá, em geral, em intervalos mais curtos. É a recomendação que ela recebe para prevenir a asia e enjoos. Portanto, a freqüência de ingestão de açúcar aumenta, em geral. A gestante deve cuidar para que as alimentações entre as refeições principais sejam menos cariogênicas, ou seja:

• dê preferência para frutas, castanhas e alimentos integrais;

• evite alimentos adocicados como biscoitos recheados e guloseimas em geral.

:: O que ela alimenta interfere na formação do paladar da criança?

O paladar da criança é formado a partir do quarto mês da gestação. As pesquisas indicam que a mãe que come mais açúcar durante a gestação leva a criança a ter maior inclinação no consumo deste. Portanto, mães que alimentam de forma mais saudável já estão contribuindo positivamente com a saúde bucal do bebê.

:: Ela deve procurar um odontopediatra para orientações para o bebê que ainda nem nasceu?

O odontopediatra está preparado para o atendimento da gestante.
Nesta consulta ele vai poder ajudar a gestante a se orientar quanto à própria saúde bucal e fará abordagens sobre os cuidados com o bebê no primeiro ano de vida.
O vínculo com o profissional já é feito num momento em que é muito mais fácil absorver as informações. A criança está bem quietinha, no ventre materno. Numa segunda consulta o pequeno estará no colo, às vezes amamentando, ou querendo interagir. Vale à pena ter este primeiro contato com o odontopediatra, antes mesmo do nascimento do bebê. Ele vai esclarecer sobre o nascimento dos primeiros dentinhos, a higiene bucal, e poderá tirar as dúvidas que o casal apresentar.