Somos a favor de uma infância curtida no real, nas vivências ao ar livre, lá fora e se possível com o mínimo de interferências tecnológicas. Infelizmente, está cada vez mais comuns ver os recém papais e mamães, ávidos por estimular os filhotes, nos perguntarem quais os apps mais indicados para bebês :(
Se você está a procura de estímulos para o desenvolvimento do pequeno, brinque com ele, leve-o para um passeio pelo parquinho, deixe que veja as cores da rua, as folhas das árvores, perceba as flores e todos os outros estímulos do ambiente. Tudo tem seu tempo. Não há necessidade de presenteá-lo com um tablet para que você não se sinta excluído nesta geração de novos pais.
Sim, a geração dos nossos pequenos _ alfa_ tem se dado muito bem com os gadgets, afinal, os mesmos estão cada vez mais instintivos, fáceis de usar com um simples toque. Sim, há momentos adequados para apresentarmos um joguinho ao filhote, para distraí-lo durante a espera no consultório, por exemplo. Mas não se pode tornar isto uma rotina. Ainda não é a hora… O importante é o bom senso sempre. 
Sempre pensando nisto, amamos quando descobrimos este projeto fotográfico que tem tudo a ver com a filosofia do Na pracinha. Queremos que todas as crianças possam correr na grama, soltar pipa, brincar de pique, subir em árvore, fazer um piquenique com os amiguinhos, balançar, escorregar, rir bem alto e sentir as felicidades da infância. Não existe aplicativo para as memórias da infância, não há aplicativo para tudo nesta vida. Os melhores apps são o brincar ao ar livre e a convivência com outras crianças, em um ambiente real!  A gente apoia muito o projeto e já imprimimos o nosso adesivo para o próximo passeio Na pracinha. E vocês, apoiam também?

Saiba mais sobre #notappstore neste site

Fotos: http://notonappstore.tumblr.com/