Visitando tantos parquinhos pela cidade, a gente já percebeu que nem sempre eles apresentam aquele esmeeero na segurança para os nossos pequenos.

É balanço quebrado, parafuso aparente, ferpa nas opções de madeira…
Portanto, se a gente insiste em levar a meninada para brincar lá fora, vale ficar atento e levar aos órgãos competentes as reclamações cabíveis!
Está chegando ao parquinho? Antes de começar a diversão, lembre-se de algumas dicas básicas:
É importante ter sempre um adulto acompanhando as crianças,
para evitar situações de maior risco

 Farpas e pontas expostas, mesmo que pequenas, podem causar acidentes.
Ferrugem ou peças soltas, mesmo que levemente, são itens a serem
levados à atenção do administrador do parquinho.

Os brinquedos devem ser instalados em pisos que absorvam impacto, como
borracha, grama ou areia. Em caso de quedas, eles fazem a diferença.

Se não existir uma orientação explícita, procure se informar com
os responsáveis. Vários acidentes acontecem com crianças pequenas
em brinquedos destinados a idades mais avançadas.

Mesmo no frio, as crianças podem se divertir nos parquinhos. Mas em alguns
brinquedos que envolvam mais movimentos, retire acessórios como capuzes
e cachecóis, pois eles podem se prender nos brinquedos de maneira indesejada.

 Eles são os líderes de ocorrências de acidentes.
Redobre a atenção com balanços que não têm encosto nas cadeiras.

O projeto Playground Ideas, sobre o qual já postamos nessa pracinha, traz também dicas bem interessantes sobre cuidados no desenvolvimento de um parquinho. Vale acompanhar – as brincadeiras para nossos pequenos são coisa séria!

Quem já viu parafuso em brinquedo rasgando a roupa da meninada por aí?
Se forem utilizados da maneira correta, isso não vai acontecer.

Ferpa nos brinquedos não dá, né? As opções em madeira têm esse detalhe importante que precisa ser observado.

Esse vale não só para os parquinhos, mas para tudo que envolve criança:
Ponta, não! Extremidades precisam ser arredondadas :)

Olha aí o perigo do capuz e cachecol que comentamos lá em cima

Sem insolação, por favor! Especialmente nas áreas onde as crianças ficam mais tempo,
é importante que haja sombra suficiente, seja de uma cobertura ou da copa das árvores.

Piso que absorve

impacto faz a diferença – pesquisas mostram que 44 a 80% das
lesões em parquinhos são resultantes de pisos não adequados.

Distância de segurança entre os brinquedos é essencial, especialmente naqueles que lidam
com os movimentos das crianças, como balanços, gira-gira, escorregador etc.





Tudo certo? Então vamos brincar!
  



Referências:
Dicas para a segurança no Playground – www.casadobrincar.com.br
Playground Ideas – SAFETY MANUAL – www.playgroundideas.org