Uma seleção de jogadores mirins invadiu o 11º Encontro Na pracinha no último domingo.

Em uma manhã friazinha, a meninada esquentou o clima no Parque Marcos Mazzoni, bairro Cidade Nova, distribuindo alegria pra todo lado. Foram inúmeras famílias que saíram de casa para praticar filhoterapia em um dos parques da cidade que a gente mais ama.

Só que dessa vez, as crianças entraram em campo e o verde e amarelo estava em toda a parte – desde a decoração da Amorakids, que sempre encanta nossos Encontros, até os acessórios mais fofos na cabeça dos pequenos bebês do Brasil.

O Encontro Na pracinha, como de costume, começou com uma gostosa contação de histórias, A Cia Arreleque acolheu com carinho todas as famílias que ali chegavam e prendeu a atenção dos pequenos que pareciam, desta vez, querer ouvir mais histórias do que nunca.

As atividades entretiveram a meninada do início ao fim: na oficina de Mosaico, foi uma delícia montar a bandeira do nosso país com a Trakinagem. Na oficina “Bate Palminhas”, as crianças já saíram com o primeiro instrumento de torcida nas mãos, com o apoio da Ora bolinhas.

E mais uma deliciosa sessão de histórias com o Pierre André e o palhaço Pitoco reuniu a meninada atenta a todos os detalhes. As histórias parecem jogar pó de pirlimpimpim no ar e fazem as crianças voarem alto, imaginarem junto, rirem, se emocionarem. E tudo isso ao ar livre, não tem nada melhor.

No Encontro Na pracinha, tem muito espaço para correr, mas também um cantinho aconchegante para os papais que querem se assentar com os filhotes no colo e ler com eles um livrinho de histórias, no espaço da Miguilim. E no último Encontro, ainda foi possível aproveitar a biblioteca do parque, de curadoria do Instituto DuBem, e levar para a casa uma edição especial da Revista Crescer.

Entre grandes árvores charmosas, em um espaço especial, as famílias se depararam com os mais diversos brinquedos educativos, oferecidos pela Traquitana para a interação dos pequenos.

E no meio dessa ocupação da alegria, de repente, apareceu…um juiz de futebol! Que começou a correr para todos os lados, convocando os jogadores mirins para uma partida de futebol de pano. A Casa de Lua esquentou aquela seleção na Arena do Parque, que competiu com grande animação e contou até com uma super “ôla” dos papais e mamães na arquibancada, assistindo a tudo com a maior empolgação.

Não podia ter sido melhor. Na partida desse encontro, venceu a alegria, a diversão e a interação entre os papais, os filhotes e todos os amigos que se é possível fazer em uma manhã de domingo.

Tudo isso foi registrado com maestria pelo olhar atento da Angela Lago, que traz pra gente tudo de melhor que viu acontecer nesse Encontro Na pracinha.

 

Quem passeou Na pracinha:
Decoração: Amorakids
Cantinho da Leitura: Editora Miguilim
Biblioteca do parque: DuBem
Oficina Bate Palminhas: Ora bolinhas
Oficina de Mosaico: Trakinagem
Brinquedoteca: Traquitana
Revistas: Crescer
Contação de Histórias: Nadja Calábria – Cia Arreleque e Pierre André
Intervenção e Futebol de Pano: Casa de Lua
Fotos: Angela Lago
Apoio: Fundação de Parques Municipais
O parque amanheceu todo verde e amarelo com a decô da Amorakids

 

Porque esse Encontro é do Brasil

 

E das crianças do Brasil

 

Dando o clima do Encontro
No meio do parque, tem um varal de leitura <3

 

E um delicioso espaço para interagir com os pequenos

 

E os torcedores começam a chegar no campo, digo, no parque

 

Vem! Vai começar a históriaaaaa!!
Todo mundo atento?

 

Porque ouvir histórias faz a gente sorrir

 

Quem disse que não dá para curtir ao ar livre em dias frios?
Segura firme!

 

Só craque!

 

Brasileirinho-mirim

 

Em uma manhã fria, eu coloco meu gorro, cachecol e vou brincar lá fora!

 

Pã-pa-ra-ra-pã-!

 

Contador de histórias com muito estilo!

 

Olha ela! A Barata Emengarda!
E o Palhaço Pitoco

 

A galera reunida
E o Pierre colocando todo mundo do ritmo da brincadeira!

 

Isso não tem preço, minha gente!

 

Papai orgulhoso do filhote torcedor

 

Vem brincar, pessoal!

 

Passear com a família faz bem para a saúde e para a alma!

 

A brasileirinha mais doce do parque

 

Vamos brincar?

 

Tem um túnel aqui…

 

E uma casa de bonecas!

 

Olha o sorvete, quem vai querer?

 

Da janela lateral….

 

Mas que vontade de apertar!
Legal é brinquedo educativo, né?
Que fofa!

 

E a mamãe fez até camisa personalizada para a jogadora, gente!

 

Vamos montar um Bate Palminhas?

 

É só enfeitar as mãozinhas…
Montar bem direitinho…

 

E bate, palminha! Tec-tec-tec!

 

Que torcedora mais linda!

 

E o detalhe do look Orabolinhas, vestido pela Sarinha

 

Hora do mosaico!

 

Vamos escolher as pecinhas…

 

Preparar a cola…
E usar a criatividade pra montar nossa bandeira
Tem balanço no parque?

 

Tem, sim senhor!

 

Pra voar bem aaaalto!
E olha quem JÁ está passeando lá fora?

 

Lindo de ver

 

É muito amor <3

 

É estender a toalha na grama e já temos diversão garantida

 

É lindo ver a ocupação do parque

 

Marcando presença!

 

Fofura dupla

 

E o melhor: piquenique no parque!

 

Que doce!

 

Passeando sempre!

 

Que estilo!

 

Mamãe e fillha – sorrisos

 

Olha a pequenininha fazendo questão de pegar também na placa – é demais!

 

O que eu quero é brincar!

 

E fazer muuuuita estripulia!

 

Só alegria

 

Embaixadoras Na pracinha

 

Família do <3

 

Vamos brincar?
Parquinho com biblioteca, a gente <3

 

Beeeem alto!

 

Que doce!

 

Olha lá, a juíza chegou! Cadê os jogadores?

 

Todo mundo reunido na Arquibancada, esperando o início do jogo!

 

 

Turminha animada!

 

E a primeira jogadora chegou, pra chamar os companheiros!

 

A juíza está aguardando!

 

 

E muita atenção, que o jogo vai começar!

 

Todos preparados?

 

Antes, que tal uma “ôla” para esquentar?

 

Verde e amarelo!

 

Uma canção para animar os torcedores, por favor!

 

E olha a ôôôô-la!!

 

 

Hora do aquecimento!

 

Vamos lá, acertar a bola no buraco!

 

Balança, balança! Sacode, sacode!
Vamos lá, meninada!
E é gooooool!

 

 

Agora, vamos esconder debaixo do nosso bandeirão!

 

E colocar alegria para todo lado!

 

Até a próxima, pessoal!

 

 
Sem eles, o 11º Encontro Na pracinha não teria sido realizado: