A partir de um 01 ano de idade ou um pouco mais que isso, a criança já consegue se alimentar seguindo a rotina, qualidade e textura da alimentação oferecida para toda a família, ou seja, já pode consumir uma alimentação balanceada sem precisar haver uma preparação diferenciada.

Uma alimentação balanceada, saudável e equilibrada deve conter diversos nutrientes: carboidratos, proteínas, lipídeos (gorduras), água, vitaminas, minerais e fibras. Os nutrientes são divididos de acordo com suas funções em nosso organismo.

De forma mais simplificada, é aquela refeição planejada com alimentos de todos os tipos, sem abusos e também sem exclusões, que contêm todos os nutrientes e é de procedência conhecida.

E a forma de preparo? É sempre bom evitar ao máximo excessos de gorduras no preparo, então evitar as frituras e empanados e diminuir o óleo para refogar. É interessante também não abusar de molhos cremosos (queijos gordurosos e creme de leite, por exemplo).

E quais temperos utilizar? A criança pode e deve consumir grande variedade de temperinhos verdes, dessa forma, vai se adaptando a sentir gostos diferentes e isso ajuda a aceitar sabores diferentes. Cebolinha, salsinha, manjericão, alecrim, cebola, alho, orégano à vontade! E o mínimo de sal.

E na prática? Uma maneira bem prática na hora de servir o pratinho da criança é:

1. dividir o prato em quatro partes;
2. uma parte vai para a salada, que deve ter no mínimo 2 vegetais e de preferência um cru;
3. uma parte vai para a guarnição, que são legumes refogados e pratos feitos com eles (purês, tortinhas, suflês);
4. uma parte vai para a energia: arroz, macarrão, batata, mandioca, farofa. Nessa parte você pode colocar um só ou mais de um, desde que não ultrapasse a quantidade de ¼ do prato;
5. e a última parte vai para as carnes, ovo e feijão. As carnes podem ser variadas (bovina, peixe, frango) e substituídas por ovos também. E acrescentar o feijão.

Assim colocamos no prato todos os nutrientes que precisamos (carboidratos, proteínas, vitaminas, minerais e fibras). Lembrando que o cálculo da quantidade individual de cada nutriente só  é possível com um plano alimentar calculado por profissional nutricionista.

Para ter uma alimentação balanceada não é preciso gastar mais, comer somente verduras e legumes, consumir somente produtos requintados, difíceis de serem encontrados ou comer apenas alimentos de sabor desagradável.