Ser mãe de dois vem sendo uma experiência grandiosa. Dar atenção necessária para um bebê é fácil, mas ser criativa e cheia de paciência com o filho mais velho é levemente mais complicado. Bernardo já não cai mais nessa de ser incluído nos cuidados com o bebê para não ficar com ciúmes. Ele quer participar quando tem platéia, mas quando estamos sozinhos isso já perdeu a graça faz tempo.

Nós sempre buscamos alternativas para manter tudo em equilíbrio, e nisso tenho que falar, papai é essencial. Até para dar um passeio na rua para deixar mamãe e filho sozinhos para brincar e produzir!

Faz tempo que eu queria fazer esse cavalo de garrafa pet reciclado, na verdade quem trouxe a ideia para casa foi o próprio Bernardo. O projeto é muito legal, fácil e divertido. Tudo isso ainda ensinando sobre reciclagem, valor e economia (pois tivemos que ir ao mercado sem carro, usando o novo meio de transporte, lógico!)

Esse é um brinquedo que esteve na vida de muitas gerações, eu pelo menos adorava andar de cavalinho, e ainda estimula a atividade física (se eu saísse por aí cavalgando feito meu filho sem dúvida já tinha perdido os quilos extra!

Para fazer o cavalinho você precisará dos seguintes materiais:

– Uma garrafa pet;

– Um cabo velho de vassoura;

– E.V.A ou feltro para fazer os olhos, nariz e orelhas;

– Lã;

– Cola quente;

Como fazer!

Ajude a criança a dobrar a garrafa pet conforme a figura:

Desenhe as orelhas, olhos e demais acessórios e deixa a criança recortar: 

Passe a cola quente e permita que a criança cole as partes: 

Recorte fios de lã para formar a crina:

E agora a segunda parte do plano de inclusão familiar, todos juntos para praça cavalgar e ser feliz! Nesse caso não há ciúmes e nem choro de nenhuma das partes. O maior problema é correr atrás de um cowboy de 5 anos carregando 7,7 kg de uma pequena pessoa que adoraria poder voar!