Foto: Viviane Lacerda

O brincar serve não apenas para entreter e divertir, mas, também para estimular a criança. Brincando a criança se desenvolve!
Uma dúvida recorrente é que tipo de brincadeira fazer a cada idade. Pensando nisso, relaciono para vocês algumas sugestões de atividades que tenho praticado com a Olívia. Antes que fique na dúvida, as dicas são dos pediatras autores do livro “Filhos: da gravidez aos dois anos de idade“.

Importante: as atividades sugeridas baseiam-se no desenvolvimento neuropsicomotor normal. No entanto, cada criança possui seu ritmo de amadurecimento do sistema nervoso central, por isso, é possível que esteja um pouco adiantada ou atrasada em relação a alguns dos marcos no desenvolvimento esperados sem que isso caracterize qualquer patologia, ok?

Bebês com 1 mês

:: Colocar objetos pequenos, macios e coloridos nas mãos da criança ou a uma distância de 20 cm, para que possa fixar o olhar e tentar alcançá-los com a mão.

:: Andar lentamente de um lado para o outro ou movimentar brinquedos de um lado para o outro, para que o bebê possa acompanhar o movimento, quando estiver no colo ou deitado.

:: Colocar o bebê de bruços, apoiar suas mãos nos pés dele para dar pequenos impulsos e ele ir se arrastando.

:: Ajudar o bebê a “chupar”as mãos, assim ele vai se conhecendo. Não se preocupe, ele não ficará cm o hábito de chupar os dedos, pelo contrário, consola-se na ausência da mãe.:: Juntar as mãos do bebê como se fossem bater palminhas.

:: Ajudar o bebê a se levantar um pouquinho do travesseiro e deitá-lo novamente, para firmar o tronco e a cabeça.

:: Balançar um chocalho para o bebê ouvir o som e associá-lo ao movimento.

:: Falar sempre com o bebê. O som de sua voz o acalma, converse sempre! Brinque com a voz, mude o tom, faça sons diferentes.

:: Quando o bebê estiver acordado, manter pessoas ao seu redor.

:: Levar o bebê para passear o tomar sol quando o tempo estiver bom.

Foto: Viviane Lacerda

:: Tocar o bebê e levar a mão dele para acariciar o seu rosto. Sinta o toque macio de sua mão e o elogie, diga o quanto você sente prazer nesse contato.

:: Carregar o bebê nos seus braços, segurando-o para frente, como se formasse uma cadeirinha, ou então, acomodando-o de bruços.

:: Mudar o bebê sempre de posição e local.

:: Fazer caretas para o bebê. Com o passar do tempo, ele começará a imitá-las. Não se surpreenda, é assim que ele aprende.

E vocês, como estimulam os pequenininhos?

#repost
publicado originalmente em abril/12