O brincar serve não apenas para entreter e divertir, mas, também para estimular a criança. Brincando a criança se desenvolve!

Uma dúvida recorrente é que tipo de brincadeira fazer a cada idade. Pensando nisso, relaciono para vocês algumas sugestões de atividades que tenho praticado com a Olívia. Antes que fique na dúvida, as dicas são dos pediatras autores do livro “Filhos: da gravidez aos dois anos de idade“.

Importante: as atividades sugeridas baseiam-se no desenvolvimento neuropsicomotor normal. No entanto, cada criança possui seu ritmo de amadurecimento do sistema nervoso central, por isso, é possível que esteja um pouco adiantada ou atrasada em relação a alguns dos marcos no desenvolvimento esperados sem que isso caracterize qualquer patologia, ok?

Com dois meses, o bebê já está com a cabeça mais firme e começa a virá-la em direção ao som. Por isso, incentive!

:: Coloque o bebê de bruços, com brinquedos coloridos em ambos os lados, para estimular a lateralidade; se colocar o brinquedo na frente do bebê, estimule-o a se arrastar para alcançá-los.

:: Movimente objetos coloridos para os lados e para cima. Dessa forma, você estimula a movimentação ocular do bebê.


:: Ande lentamente de um lado para o outro ou movimentar brinquedos de um lado para o outro, para que o bebê possa acompanhar o movimento, quando estiver no colo ou deitado.

:: Ajude o bebê a “chupar”as mãos, assim ele vai se conhecendo. Não se preocupe, ele não ficará cm o hábito de chupar os dedos, pelo contrário, consola-se na ausência da mãe.

:: Brinque de conversar, cantar, balbuciar e emitir sons divertidos para ele.

:: Junte as mãos do bebê como se fossem bater palminhas.

:: Ajude o bebê a se levantar um pouquinho do travesseiro e deitá-lo novamente, para firmar o tronco e a cabeça.

:: Brinque com chocalhos e colocá-lo também na mão do bebê. Use sua criatividade e invente uma música para acompanhá-lo.

:: Pendure objetos coloridos que façam barulho no berço, em várias posições e em uma altura que o bebê possa alcançá-los. No início, ele só olhará para eles e, com o tempo, tentará tocá-los.

Fonte: “Filhos: da gravidez aos dois anos de idade

E vocês, como estimulam os pequenininhos?

#repost
publicado originalmente em abril/12