As escovas de dentes novas têm as cerdas macias, bem alinhadas, e apresentam ótimo desempenho na escovação.

Com o tempo, e pela intensidade do uso, começam a se mostrar com os “cabelos” desgrenhados. Muitas crianças têm o hábito de morder a escova, o que acelera o processo.

Cabe a nós, pais, detectar a hora de trocar a escova de dente. E para isso o critério usado deve ser o da observação. Em média uma escova dura sessenta dias. Depende da frequência do seu uso e da força exercida para a escovação. Se a criança morde a escova, ela vai durar bem menos. Uma tática, neste caso, é ter uma escova extra [veja AQUI o que fazer quando a criança morde a escova].

Para as escolas que adotam a escovação em sua rotina, um bom critério é pedir uma escova nova para todas as crianças no segundo semestre. E se for detectada a necessidade de trocar a escova antes de fechar este período, o recurso é mandar um recadinho para os pais. Como a escovação não é feita nos finais de semana e feriados, e é realizada apenas uma vez ao dia, uma escova por semestre em geral é o suficiente.

Para uma efetiva escovação, nada de escova descabelada! E se é para adquirir uma nova, que tal levar a criança para escolher uma bem legal?