Sabe aquela areia muito legal, moldável e toda bacana que a gente encontra em lojas de brinquedo? Pois hoje vamos aprender uma maneira de fazer a brincadeira de uma forma lúdica e caseira. E ainda garantir a segurança caso um bebê, que gosta de experimentar tudo nesse mundo, queira entrar na brincadeira!

Separamos para essa atividade quatro xícaras de farinha de trigo e uma de óleo de soja. Juntos, misturamos bem os dois ingredientes e em poucos minutos já estava pronta a nossa areia.

A textura fica muito parecida com areia da praia, já que se molda muito bem em pequenas forminhas, fica fofinha e não é oleosa. Ainda tentamos misturar um pouco de corante alimentício para colorir, mas a mistura não ficou homogênea e isso pode ser descartado.

Bernardo fez castelos como se estivesse na beira do mar, usando utensílios de nossa própria cozinha, garantimos um bom tempo de diversão, invenção e estímulo à criatividade.

Já Natália, de apenas um ano, ficou impressionada e atenta com a textura, todo o toque em suas mão e pés eram observados e repetidos. E como já era de se esperar, em um momento de minha distração, ela experimentou a mistura.

Sabe, normalmente preparo essas atividades pensando no menino, mas é a segunda vez que ela me impressiona por seu interesse e disposição para brincadeiras como essa.

Preparar a areia da lua em casa é uma ótima oportunidade de desenvolver uma atividade sensorial, de falar sobre economia e “faça você mesmo” e de estimular o trabalho em equipe (principalmente na limpeza pós brincadeira!). Essa é uma forma barata de estimular as crianças e passar um tempo de qualidade e diversão com elas!

E depois que a farra acabar, a areia, se bem vedada, pode ser guardada para outras ocasiões! Aqui mesmo ela já rendeu brincadeira para várias oportunidades. Principalmente para Natália, que ainda não perdeu o interesse no assunto. E é ótimo brincar com eles na segurança da sacada e sentadinha sem correr atrás de nenhum filho!