Foto: Inventare Ideias
Olá Mamães e Papais, tudo bem?

Hoje eu compartilho dicas de como estimular o seu bebê sensorialmente. Encontrei algumas ideias incríveis capazes de deixar qualquer bebê e até mesmo os pais com muita vontade de brincar e interagir com o mundo. 

São ideias simples de fazer e que podem contribuir muito para o desenvolvimento do seu filho. Já falamos aqui como é importante que o bebê seja estimulado. Através dos estímulos do tato, olfato, paladar e audição, o bebê começa a explorar e comunicar com o que está à sua volta, com isso conhecem melhor o seu corpo e seus movimentos. Para desenvolver essa habilidade de perceber e usar seus sentidos de forma completa, ele precisa experimentar um pouco de tudo.

Os bebês vão aprimorando suas percepções, inicialmente imaturas, através da exploração sensorial do ambiente e da integração dos estímulos.

Na estimulação sensorial é interessante itens para:
:: Tato 
Experiências com diferentes texturas, consistências e contato. Por exemplo, os grudes de maisena cozida, coloridos com gelatinas, nos permitem modificar a consistência, e assim, estimular diferentes sensações táteis na criança. Água, terra, areia e argila são substâncias que causam muito estímulo em adultos e crianças e permitem várias combinações. Lixas, tecidos, grãos, isopor, plástico, cerdas de escovas, e outras superfícies lisas, crespas, ásperas e macias são utilizadas, inclusive com variação de temperaturas. 
Toques e contatos corporais variados nos sensibilizam muito, podendo promover relaxamento. Brinquedos de acionamento fácil e efeito intenso também são interessantes.

O gelo e suas sensações
Foto e dica de como montar: Massacuca

Um bambolê se transforma em cortina sensorial
Foto e dica de como montar: Massacuca

:: Visão
Experiências com diferentes intensidades de luzes, cores, contrastantes, detalhes. Cores exercem grande impacto perceptivo, tanto pela nuance quanto pela sensação agradável que produzem ao serem manuseadas. Podemos oferecer uma cor de cada vez, iniciando pelas primárias (amarelo, azul e vermelho) e permitir que, através das misturas, sejam criadas novas cores e tonalidades. Contrastes, em especial branco e preto ou amarelo e preto, oferecem estímulos ricos e são interessantes, inclusive, para pessoas com deficiências sensoriais: visão sub normal ou déficits neurológicos. Variações de luminosidade e reflexos, também promovem grande estímulo e igualmente atendem às deficiências. Podemos criar efeitos com lanternas, papéis laminados, 3D ou outros recursos. Brinquedos com luzes e cores são interessantes.

Uma bolsa com vários itens diferentes de madeira
Foto e dica de como montar: Massacuca 

Gelatina de várias cores e formatos
Foto e dica de como montar: Massacuca
Itens de cores variadas
Foto e dica de como montar: Massacuca

:: Audição
 Discriminação, variação de volumes, efeitos, repertórios, intensidades etc. Alimentamos a percepção auditiva com sons variados, não apenas músicas, mas ruídos e tons diversos. Existem repertórios de estímulos auditivos, usados em musicoterapia, compostos de sons de mar, cachoeira, mantras etc.

Podemos utilizar brinquedos com efeitos sonoros variados (animais, meios de transportes etc), resposta por comando de voz etc). Essas apresentações podem ser acompanhadas por jogos, brincadeiras, danças, percussão corporal.

Garrafa sensorial de grãos
Foto e dica de como montar: Massacuca


Pandeiros de papel
Foto e dica de como montar: Massacuca

:: Olfato
Odores e perfumes.


:: Paladar
Experiências orais e com sabores.

E há também as ideias já compartilhadas nesta praça: 

{clique no título para ler}

Quem fizer alguma delas conta pra gente como o seu bebê reagiu!

Beijos,
Mari Lacerda

Fontes:
http://brinkfolia.vanzetti.com.br/index.php/category/kits/sensorial/
http://www.growingajeweledrose.com/2012/08/56-sensory-play-ideas-for-babies.html