Fotos: Val + Wander Fotografias Emocionantes
Painel em giz: Dinoleta

Hoje faz 9 meses que a pequena Olívia chegou para brincar nessa praça. Ela começou a semana festiva dando seus primeiros “rastejos”para sua independência – agora, nada mais de colinho, o negócio dela é engatinhar <3 E isso me deixou ainda mais nostálgica, afinal, parece que foi ontem que ela ainda estava aqui, no forninho, com seu coração palpitando dentro de mim.

No Dia da Mães, o marido me presenteou com um vídeo relembrando o que aconteceu nesses intensos 18 meses entre gestar e conviver com ela, e a música escolhida é tão linda que compartilho aqui – para as mamães que ainda não conhecem, ou para aquelas que já conhecem, preparem o lencinho!

9 Meses – Oração do Bebê
{Bárbara Dias}


Um mês e o tempo voa, eu já sou
E você nem descobriu
São dois e chega perto, mas eu ainda sou
Pequeno demais, viu;
Três meses e o tormento
Esse teu sofrimento eu também já posso sentir
Vê se aquieta o coração, pra quando eu sair daqui

Talvez eu dê trabalho uma vida de despesas
Mas por favor me deixa ficar
E se por um acaso eu não tiver seus olhos
Você ainda vai me amar
Eu sei que a ansiedade é quase uma inimiga
Mas eu não quero ser confusão
Então por favor me deixa na sua vida
Mas vê se aquieta o seu coração

Se a tempestade, todo medo
Se for arrependimento por favor
Tira daí você ainda não me tem inteiro
Nem me conhece direito mas já posso te ouvir
E quando a barriga for crescendo
Você ainda vai ser linda eu nem preciso te ver
Seca o choro e fica aqui comigo
Que até assim tristinha eu já sei
Que eu amo você!

Quatro meses tempo, eu te imploro paciência
Eu vim do seu por causa do amor
No quinto faltam quatro e eu aposto que os presentes
Já estão vindo em rosa ou azul
E quando chega o sexto, todo mundo já viu
Que você não anda sozinha
No sétimo eu já tenho lencinhos com meu nome
Desculpa pai mas ela é só minha

Se a tempestade, todo medo
Se for arrependimento por favor tira daí
Você ainda não me tem inteiro
Nem me conhece direito mas já posso te ouvir
E quando a barriga for crescendo
Você ainda vai ser linda eu nem preciso te ver
Seca o choro e fica aqui comigo
Que até assim tristinha eu já sei
Que eu amo você!

Oitavo mês aguenta que eu já to chegando
Só quero um jeito de te encontrar
No nono vem a pressa, a dor, o choro, a gente
Desculpa você ter que sangrar
E por mas uns anos, você vai fazer planos
Pensando se eles servem pra mim
E eu vou te acordar bem de madrugada
Você vai me amar mesmo assim
O meu primeiro passo vai ser no teu abraço
Me segura quando eu cair
E no final do dia só a sua voz
Que vai me poder fazer dormir

Se a tempestade, todo medo
Se for arrependimento por favor tira daí
Você ainda não me tem inteiro
Nem me conhece direito mas já posso te ouvir
E quando a barriga for crescendo
Você ainda vai ser linda eu nem preciso te ver
Seca o choro e fica aqui comigo
Que até assim tristinha eu já sei que eu amo você!

A exploradora
Foto: Viviane Castelo

<3
Foto: Viviane Castelo

Gostou da letra da música? Ligue o som!