Porta-treco, porta-dentes, porta-joias, porta tanta coisa pequenininha!

É bom guardar o que nos traz boas lembranças, o que mexe com a nossa emoção! O dente de leite traz junto a infância, o sorriso, os bons momentos!

Mas… Como guardá-los?

Em primeiro lugar, lave o dentinho em água corrente. Depois, deixe-o mergulhado em água oxigenada 10V por aproximadamente cinco minutos. Tire e limpe a parte interna com um palito ou um clips aberto. Passe novamente em água corrente. Agora seque com cuidado, preferencialmente utilizando um secador de cabelo. Pronto: está preparado para ser armazenado!

Eis algumas opções interessantes para guardar os dentes de leite que você encontra em lojas virtuais ou especializadas, principalmente, em São Paulo e Rio de Janeiro.

1) Baú dente de leite: nele cabem vários dentinhos. O baú pode ser usado também para a criança levar vazio para a escola e passeios quando o dente estiver bem mole. Pois, como vira um “colar”, as crianças gostam de desfilar com ele por aí! E, enquanto isso, esperam o dentinho cair naturalmente! Caiu o dente? É só guardar no baú! 

2) Livro para guardar dente de leite: este livro tem um lugar para cada dente, com um campo ao lado para escrever a data em que caiu o dente. É muito interessante. A criança cresce e vai acompanhando aquele livrinho ir se enchendo de dentinhos!

                

3) Álbum para dentes de leite: oferece lugar para cada dente, na disposição semelhante à da arcada da criança. Tem um design muito bonito, colorido e atraente.

4) Pingentes que enfeitam as mamães, vovós e madrinhas <3

Fonte: Flickr/mrs_ladwig

Importante – sobre o Banco de Células Tronco: 

Só para lembrar que um dos dentinhos pode ser armazenado em um banco, para possível e futura necessidade de tratamento de saúde da criança ou familiares. Para isso, assim que cair deve ser acondicionado imediatamente em líquido próprio e enviado para o serviço de armazenagem de
células tronco. Mas aí já é outra história… Saiba mais neste post.