Sabe aquele momento em que seu sonho era apenas estar sozinha no banheiro? Ou quem sabe maquiar-se e até mesmo ter tempo de escolher a roupa com calma? Sei o que vive, pois antes mesmo deste “pensar em você”, alguns gritinhos clamando, bem alto, “Maaanhêêêêê!!!” chegarão até você. E aí tudo desmorona, você corre de novo e esquece-se que existe. E os atores principais serão eles: os filhos e suas rotinas básicas.

Sou Personal e Positive Coach e atendo mães, esposas e profissionais que vivem dilemas constantes desse “dar conta de tudo”, e na primeira virose a vida vira de pernas para o ar.  Mas te contarei um segredo: ter a rotina sempre planejada, aqui se lê escrita em papel, para assim aceitar imprevistos e ter a certeza de que algo programado foi realizado naquele dia, é possível. Mandar embora o sentimento de angústia e de que faltou muita coisa para ser feita, será regra de vida. Também é importante trabalhar a adequação, para que se hoje algo ficar para trás, amanhã poderá ser “encaixado” nas tarefas que já estavam planejadas, e não desistir de tudo.

O que sempre sugiro às minhas coachees (nome dado a cliente que está sobre o processo de coaching) é algo bem simples: escolha um dia fixo para detalhar as tarefas macro da semana seguinte (ex: todo domingo), isso não te custará mais do que 30 minutos. Estas tarefas são aquelas globais, e que deverão ser realizadas ao longo da semana sem falta: desde médicos e telefonemas a serem dados, até supermercado e salão. Escreva-as em uma agenda/caderno/post-its que seja, e coloque em lugar de fácil acesso.

Lembre-se, não espere o ideal, mas use aquilo que está ao seu alcance e que irá de verdade funcionar para você! Para cada pessoa esse sistema funciona de uma maneira – umas irão fixar post-its na geladeira, outras escreverão em uma folha e pregarão na sala, outras farão na agenda data e hora para as rotinas diárias. Não há certo e errado, mas sim atitude de programar-se. Sabe um mapa? Você usa-o para quando quer chegar a algum lugar ou até mesmo quando está perdida, não é? Pois é, esta lista ou este planejamento servirá para isso, para ser seu guia, e quando sobrar ou faltar tempo, você saberá dar prioridades a cada ação. Após escrever no papel, você passará a enxergar com mais clareza sua semana, e ainda poderá colocar ao lado de cada tarefa se esta é de alto, médio e baixo impacto ou delegável. Quando cada meta descrita for realizada, marque um ok, para ter a sensação de resolução. Pode acreditar, mas o ato de escrever o que precisa ser feito, “alivia a mente” e nos direciona para as ações que primeiro são urgentes, causando a sensação de que estamos progredindo e até podemos fazer mais coisas. Não se cobre, e sim comemore por ter sido “mãe” mais um dia e isso será muito!