A “fase dos dentinhos” que normalmente acontece por volta dos 6 aos 8 meses de idade pode passar despercebida, mas também pode alterar bastante o comportamento do bebê, principalmente alimentar. O bebê se torna irritadiço, choroso, com excesso de baba, pode haver febre, fezes mais amolecidas e muita coceira.

Como nessa idade o bebê ainda não distingue perfeitamente seus instintos (dor, fome, sede, frio) podemos observar a falta de apetite decorrente da dor e incômodo. Existem alimentos ideais para o inicio da dentição? Infelizmente não. O recomendado é persistir com a alimentação de rotina (saudável e própria), mas algumas dicas podem auxiliar no alívio ao desconforto:

– o mordedor é essencial. Adquira um próprio para essa fase e deixá-lo esfriar na geladeira (em recipiente higienizado);


– ofereça os alimentos levemente mais frios (as frutas podem ser colocadas em geladeira e a papinha pode ser servida morna). Alimentos quentes pioram a dor;

– não ofereça biscoitos, pães e outros: esses alimentos propiciam a mudança no ambiente da boca ficando favorável a bactérias. Lembrando também que esses alimentos devem ser preferencialmente oferecidos após 01 ano de idade.

– se o incômodo acontecer quando o bebê já come alimentos mais sólidos, ofereça pedaços de frutas e legumes para mordiscar.

– em alguns casos o bebê sente mais dor que o normal e não suporta o contato com alimentos sólidos,  ofereça as refeições mais pastosas (bem amassadas, frutas batidas, feijão batido com carne, etc);

– se o bebê se recusar a comer grandes “pratadas” aumente a frequência da alimentação em menores quantidades (dê mais vezes ao dia);

– Ofereça água durante o dia todo, aos pouquinhos, principalmente se o bebê estiver com diarreia.

Importante:  o uso de analgésicos e pomadas deve ser sob orientação médica.