Encontramos diversos tipos de panelas e cada uma possui um material de fabricação.  Isso vai interferir no resultado final? Veja aqui:

Panelas de vidro: não transferem nenhum tipo de material para o alimento, totalmente atóxicas. Aquecem rapidamente e podem queimar o alimento.

Panelas de inox: aquecem em tempo maior e conservam mais tempo o calor. São de fácil limpeza e possuem maior durabilidade. Dica: ferver água umas 4 vezes antes de usar (quando estiverem novas), pois nesse momento liberam cromo e níquel.

Panelas de ferro: mantém o alimento bem quente. Liberam ferro durante o preparo. Podem interferir na cor e sabor do alimento preparado.

Panelas de barro: precisam ser impermeabilizadas antes da sua primeira utilização (processo de cura). Podem ir ao forno. Liberam sujidades.

Panelas de alumínio: aquecem muito rápido e esfriam rapidamente. Durante o cozimento liberam alumínio (podem ser tóxicas). Os alimentos não podem ser deixados armazenados nela após o uso.

Panelas de cerâmica: ideais para preparações de cozimento lento e fogo baixo, cozinham por igual.

Panelas antiaderentes: permitem menor utilização de óleo. Possuem tempo de validade. Fácil higienização. Alguns estudos apontam que sua utilização liberam as aminas que são cancerígenas.

Sendo assim, cada panela tem suas características de acordo com o material que é fabricada. Ao analisar suas vantagens e desvantagens, a família pode escolher aquela que melhor se adequa ao seu estilo de vida.