A Caixa da Maternidade pode ser utilizada como bercinho
{Foto: Kela & Annika Söderblom / Nana Uitto}

Já imaginou engravidar e ganhar do governo do nosso país uma caixa recheada de roupinhas e acessórios para o pequeno, tudo lindo e novinho?

Não, não seria um Bolsa-bebê. Seria um subsídio para atender todas as gestantes do país. Que poderia ser sacado em dinheiro ou recebido em itens de enxoval. Bodies, meinhas, casacos, toucas, macacões, calças, roupas de cama, itens de higiene, fraldas reutilizáveis, babadores e até livrinho infantil. Fora que a própria caixa poderia ser utilizada como bercinho nos primeiros dias de vida do bebê. Já pensou? A Finlândia pensou.

E desde a década de 30, ela fornece para as gestantes do país a Maternity Package, ou Caixa da Maternidade. Um subsídio que surgiu em função da alta taxa de mortalidade infantil no país e do declínio da taxa de natalidade. Para recebê-la, as gestantes finlandesas precisam necessariamente fazer o pré-natal.

De fato, a ideia foi inicialmente direcionada às mamães de baixa renda, mas uma década depois, todas as gestantes da Finlândia já estavam sendo contempladas.

Hoje, esse país se orgulha de ter uma das menores taxas de mortalidade infantil em todo o mundo, graças ao subsídio gerenciado pela Kela – Instituição de Seguro Social da Finlândia.

As gestantes têm a opção de sacar o valor de 140 euros ou receber a caixa, mas quase todas as mães de primeira viagem optam pela Caixa e apenas um terço do total de gestantes do país preferem o dinheiro à Caixa da Maternidade.

Esse tipo de ajuda foi pioneira e única durante décadas no mundo, mas hoje podemos observar a boa ideia disseminada em outros locais, como na África do Sul, batizada de Thula Baba Box. Por lá, são dois pais sul-africanos, Ernst Hertzog e Frans de Villiers, que encabeçam a ideia, com o mesmo propósito original da caixa finlandesa: diminuir a taxa de mortalidade infantil no país. Os itens são adaptados à realidade do local, como o clima, que é diferente.
Itens da Caixa da Maternidade Finlandesa
  

Vale ressaltar que, além do benefício social trazido pela Caixa da Maternidade Finlandesa, os itens oferecidos são para deixar qualquer mamãe enlouquecida, de tão lindos. Até os anos 70, o enxoval era em sua maioria na cor branca. Nos últimos anos, ele segue uma tendência clean, mas com cores neutras e charmosíssimas estampas. Buscando a sustentabilidade, o país passou a oferecer fraldas de pano e deixou de fornecer mamadeiras desde 2006, incentivando o aleitamento materno. Bacana, hein?

Os mais populares itens da Caixa são os bodies, macacões e o lindo saco de dormir. Mas dá para ver nesse post que tem muito mais do que isso:

                           

Saiba mais AQUI.