Foto: Patricia de Sá

Nessa semana em que comemoramos o dia das crianças, vamos fazer uma reflexão: será que nossos pequenos estão tendo seus direitos e deveres respeitados?

Cada um tem uma visão do que é ser criança. Porém, do meu ponto de vista, avaliando o todo, infelizmente, não temos muito o que comemorar. Afinal, ainda vemos muitas crianças sem famílias, sem acesso a educação de qualidade e saúde básica. Também vemos muitas crianças com excesso de atividades e cobranças que não deveriam fazer parte do seu cotidiano.

Vivemos em uma época em que o extremo é comum: ou a criança é a dona da casa e tudo gira em torno dela, ou ela nem consegue fazer parte da família. Por conta disto, o número de crianças com distúrbios emocionais cresce consideravelmente. Algumas são diagnosticadas e tratadas, outras não têm acesso a um tratamento profissional, ou não têm a doença notada pela família.

É papel dos pais prepararem seus filhos para o mundo, sempre avaliando se aquilo que eles desejam oferecer é realmente importante naquele momento. A sobrecarga de atividades monitoradas não faz bem para nenhuma criança. Respeitar o tempo dela é fundamental para sua saúde física e emocional.

A única coisa que nunca sobrecarrega uma criança é o amor: ele permite que o filho voe, ensina quando o filho comete um erro, acolhe seus medos e angústias, sabe a hora do silêncio e do ensinamento, se entrega à brincadeira, suja junto, amarrota a roupa. É o amor que escuta o que a criança tem para dizer, faz cafuné, educa, orienta, incentiva, diz não, tem disponibilidade, se interessa pela vida do filho, cuida, dá autonomia, vibra com as vitórias, chora com as derrotas, ensina a lidar com os sentimentos e a viver.

Infelizmente, também vivemos numa época em que muitos pais valorizam mais os presentes materiais e se esquecem da presença. Não há problema em presentear, o importante é estar disponível para brincar junto com a criança.

Desejo a todos os leitores muitos motivos para celebrar o Dia das Crianças diariamente com seus filhos, como uma feliz família. Convido para aproveitar a semana das crianças e se entregarem como presente a seus filhos para sempre. Aproveitem enquanto eles ainda querem vocês por perto.
Curtem-se, amem-se e tenham uma ótima semana!