* parque temporariamente fechado

A gente adora o parque Jacques Cousteau! Já realizamos dois Encontros Na pracinha e dezenas de passeios por lá. Sabemos que é o “parque quintal” de muitos leitores desta praça, e é sempre indicado como um dos preferidos para passeios pelas famílias nas pesquisas que fazemos pelas redes sociais. Foi a dica de duas queridas leitoras, Sandra Drumond e Tati Reis, que nos levou a conhecer o parque que fica na região do bairro Betânia, há dois anos.
Mas, o que é que esse parque tem? – vocês devem estar se perguntando. Bom, tem muito verde, muito espaço, um parquinho de brincar super legal, um projeto que presenteia o aniversariante com uma muda para ser plantada lá e frequentadores muito boa praças ;)
Ah, pense em jabuticabeiras! Pois é, o Parque Jacques Cousteau tem vários pés! E a criançada aproveita para se deliciar… Além disso, muito verde e um jardim super bem cuidado. O parque, que um dia já foi um “lixão”, chegou a produzir as mudas de árvores para toda a cidade e hoje é responsável pelas plantas ornamentais usadas no paisagismo de todos os parques de BH.
Como em outros parques da capital, encontramos brinquedos de madeira, alguns com inadequações, principalmente no quesito segurança: seja na altura, seja na falta de dispositivos/acessórios de segurança, seja na sua funcionalidade. Por lá, a gente encontra também um brinquedão para a meninada de 2 a 6 anos, que faz muito sucesso.

 

O parquinho de madeira tem o seu lugar :)

 

Muitas, muitas jabuticabas para nos deleitarmos!

 

Tem pequeno que cresceu por lá e conhece cada cantinho do parque :)

 

 

Seria um navio? Uma nave? O brinquedão faz sucesso!

 

 

 

Tem muito morador simpático pelo parque!

 

 

E o espaço está apto para receber todo mundo pra brincar junto ;)

 

Verde, verde e mais verde!

 

 

Arte no parque <3

 

A área verde do parque é muito legal, é possível fazer trilha ecológica (procure informações na Administração), tem uma estrutura boa (bebedouro, banheiros), muito espaço para contemplação, academia da cidade, um ótimo campo para soltar pipa ou bater uma bolinha.
Área dos brinquedos

Campo livre para curtir!

 

Que tal programar um piquenique?

 

Academia da cidade separada dos brinquedos, êba!

 

Cada cantinho fofo!

 

 

 

Lago com peixinhos!
Muitas mudas para os parques da cidade

 

Entrada para a Mata

Tivemos a oportunidade de plantar uma muda do Na pracinha no 17º Encontro – que manhã especial <3
Também realizamos o 20º Encontro Na pracinha – uma marca histórica – por lá :)

 

 

 

 

 

O passeio vale a pena, reserve uma bela manhã para curtir!

O que tem de bom por lá:

:: jabuticabeiras!
:: muito espaço para brincar
:: um brinquedo novo super legal
:: muito verde
:: banheiros e bebedourosO que precisa melhorar:
:: segurança em alguns brinquedos

Fique por dentro das regras do parque:
Fonte: Fundação de Parques Municipais

No parque é permitido:
:: brincar de bola: desde que leve, de plástico e que as brincadeiras não perturbem o bom funcionamento do parque;
:: andar de bicicletas de aro 12, 14 e 16 nas áreas delimitadas para o exercício da atividade;
:: o uso de patins, patinetes ou similares para crianças de até 12 (doze) anos de idade;
:: soltar pipas de papel nas áreas autorizadas, desde que não se utilize fios cortantes (cerol ou similares), longe da rede elétrica e sem perturbar os demais usuários.

Quer conhecer?


Exibir mapa ampliado

#repost
Primeira publicação: 25/07/2013

Fotos: Na pracinha e Duorama Fotografias