No post anterior, já vimos que podem ocorrer alterações no equilíbrio entre língua, lábio e bochechas. Os hábitos podem ocasionar alterações nesse equilíbrio.

Os hábitos de sucção não nutritivos, como a sucção digital (chupar o dedo) ou de chupeta, se forem persistentes, são potenciais causadores de más posições dentárias. As influências hereditárias, como forma e tamanho de arcadas e dentes, assim como a relação entre a maxila e a mandíbula, também contribuem.

Esses hábitos sempre vão causar alterações na dentição?

No início do post tem uma palavrinha que diz tudo, ou melhor, quase tudo: persistentes.

Depende da duração do hábito, isto é, o tempo que a criança passa com o dedo ou o bico na boca. A criança que passa a noite inteira e/ou durante o dia com o dedo ou a chupeta na boca, apresenta uma grande possibilidade de desenvolvimento de mordida aberta.

A mordida aberta anterior é uma má oclusão comum em crianças pequenas e pode persistir após a remoção do hábito. Pode ser conceituada como falta de contato dos incisivos superiores com os inferiores. As formas faciais mais alongadas também favorecem o estabelecimento dessa má oclusão.

Mordida aberta
Se o hábito for removido por volta dos dois anos de idade, a correção espontânea pode ser esperada. Nesses casos, o equilíbrio da musculatura é restabelecido. 
Aqui Na pracinha, algumas dicas já foram dadas para ajudar na remoção desse hábito, vale conferir: