Hoje tiramos algumas dúvidas frequentes das famílias. Confira se uma delas pode ser a sua:

1- Posso dar água mineral para bebês?
O teor de sais minerais e oligoelementos da água vai depender de sua fonte. Existem substâncias químicas que variam e podem vir em quantidades inadequadas ao bebê como: nitrito, nitrato, fluoreto. Além disso, podem vir com quantidade de microrganismos (coliformes, enterococos etc). Em casa, no dia a dia, prefira a água filtrada ou fervida. Deixe a água mineral para eventos e viagens, esporadicamente.

2- Por que escolher as frutas e vegetais da estação?
As frutas e vegetais da estação, além de serem mais baratos, são produzidos com menos química. É interessante também dar preferência ao que está mais perto da gente.

3- Vale a pena comprar massas, pães e arroz integral para as crianças?
Esses produtos vêm acrescidos de fibras, através da farinha de trigo integral e/ou acréscimo de grãos (linhaça, aveia, farelos etc). Se a criança tem acesso a eles desde cedo, tem maior chance de gostar quando estiver maior. Os integrais podem ser introduzidos na alimentação (alternados com os produtos não integrais), mas não devem ser a única fonte de fibras, A melhor fonte são os vegetais e frutas. Se a família opta por não consumi-los, deve aumentar o consumo dos vegetais e frutas.

4- Quando oferecer leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico) ao bebê?
As leguminosas são excelentes alimentos. Podem ser oferecidas desde os seis meses. Inicialmente bem amassadas, juntamente com a refeição e, aos poucos, deixando o grão inteiro (por volta de dez meses). Para evitar os gases no bebê: deixar de molho e trocar a água de 2 a 3 vezes.

5- Existe fruta que “faz bem” e fruta que “faz mal”?
Não. Existem frutas laxantes, obstipantes, neutras, mais doces, mais azedas… Não existem frutas que não podem ser dadas ao bebê e à criança (salvo casos comprovados de alergias e intolerâncias). Elas devem ser colocadas na alimentação do bebê aos poucos e repetidamente (se houver recusa, oferecer depois de alguns dias novamente). Devemos tomar o cuidado de oferecer na textura de acordo com a idade e também nesse sentido, oferecer casca, semente… elas podem ser oferecidas sozinhas, na vitamina, na papa de sal, na saladinha etc. O importante é manter uma variedade para conseguir os nutrientes necessários e incentivar o paladar.