Ouvimos muito que os temperos industrializados não são saudáveis (é verdade!) e nem sempre sabemos como preparar, então, a papinha e comidinha dos filhos. Como substituir esses temperos?

Além do alho, cebolinha, salsinha e da cebola, velhos conhecidos, podemos usar também as ervas, de preferência frescas, ou batidas frescas e mantidas em geladeira. Veja alguns exemplos e seus benefícios:

Alecrim: seu raminho duro deve ser batido ou picado inicialmente. Diurético.

Orégano: digestivo

Manjericão: broncodilatador

Louro: lembrar de retirar a folha antes de servir. Anti-inflamatório.

Sálvia: estimulante

Coentro: digestivo e calmante

Hortelã: antibacteriano



Como utilizá-las? 

Inicialmente, você pode preparar um tempero base, com alho, cebola, salsinha, cebolinha e manjericão. Esse tempero pode ser usado em todas as preparações. Esse tempero base deve ser feito sem sal ou óleo e por isso deve ser conservado em geladeira. O sal e o óleo devem ser adicionados no momento do preparo da refeição.

Incluir em preparações específicas as outras ervas. Por exemplo: louro no feijão, coentro nos peixes, alecrim nas carnes e uma infinidade de outras combinações. Dessa forma, obteremos variações de sabores.

Se o bebê tem acesso a sabores variados desde cedo, terá maior aceitação a novos sabores na infância.