Semana passada, mais uma Feira de Trocas de Brinquedos foi promovida pelo Na pracinha, novamente num lugar que acolheu com tanto carinho esse evento: as varandas do CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil.

Quando começamos a realizar as Feiras de Trocas, há dois anos, não podíamos imaginar as experiências incríveis que presenciaríamos a cada edição.

São relatos de pais, contando como foi desafiador escolher com os pequenos os brinquedos a serem trocados, trabalhando, com cuidado, o desapego das crianças. Muitas vezes, inclusive, surpreendidos ao perceber que a criança escolheu para trocar justamente aquele brinquedo que o pai, mãe ou responsável, considera tão especial. E sobre a vontade contida de dizer “ah, esse não, troca outro, meu filho…”

E também há aquelas famílias que vêm nos contar, às vezes demonstrando uma certa frustração, que as crianças não quiseram levar nada para trocar. Isso acontece e é muito normal. Por isso a importância da continuidade desta Feira. Desapegar nem sempre é fácil, gente. É só olhar para tantos armários por aí…!

Mas neste dia, havia um tantão de brinquedos legais para serem trocados – carrinhos bem conservados, bonecas limpinhas, jogos bem completinhos. Às vezes, a tampa da caixa vinha remendada com uma fita adesiva, demonstrando que o dono original curtiu muito. Mas o mais importante, era estar completo e conservado – parabéns a todos os papais que também conferiram com os pequenos cada detalhe antes de saírem de casa. Isso demonstra o cuidado de se colocar no lugar do outro na hora escolher cada brinquedo.

Esta Feira de Trocas também foi especial, porque as crianças puderam fazer uma visita guiada à Exposição Musica Brasilis Interagir: Tocar, Ouvir, Criar do CCBB. Olhinhos curiosos, mãozinhas com vontade de tocar em tudo, viajando na história dos instrumentos musicais do mundo inteiro. Porque, afinal, museu também é lugar de criança, né?

No decorrer da Feira, o Pé de Moleque deixou a tarde mais animada, com suas cantigas e brincadeiras. E o Educativo do CCBB também prendeu a atenção das famílias, que, sentadas na escadaria da varanda, ficaram vidradas em cada detalhe.

O posto de doação da Vó Dolores, mais uma vez, saiu cheinho de brinquedos para serem destinados a famílias carentes. Obrigada, pessoal, por toda a ajuda.

Sim, trocar brinquedos é uma experiência inesquecível. Ao ar livre, com visitas guiadas e ouvindo histórias, fica ainda melhor para se gravar na memória. Que venha a próxima Feira, esperamos todos vocês.

Ficha Técnica:
Contação de histórias: Pé de Moleque e Educativo CCBB
Toalhão: Brincar Lá fora
Doações: Vó Dolores
Fotos: Patrícia de Sá