Este texto contou com o incentivo de uma empresa que confia no Na pracinha

 

Outro dia, uma mãe me relatava sua preocupação na hora de escolher a escola do filho. “Eu queria um lugar que ofereça bom ensino, mas que não deixe de se preocupar com o brincar na vida do meu filho. Um espaço que tenha boa estrutura para ele se divertir e se expressar, mas que também se preocupe com sua formação humana.”

Na verdade, são tantos pontos para avaliar, que escolher a escola não tem sido nada fácil. Muitas vezes, algumas pessoas nos perguntam onde estudam nossos pequenos e por quê. A escolha passa por vários pontos e é bastante pessoal. Depende do estilo da família, do local onde moram e mais um monte de pontos a serem observados. Afinal, existe escola ideal? Não acreditamos que haja escola perfeita. Mas certamente há aquela mais indicada para a sua criança. Descobrir a melhor opção pode ser um grande desafio, mas vale investir na pesquisa – a escola é onde seu filho vai passar grande parte do dia. E o que mais queremos é que se desenvolvam e sejam felizes.

“Além de observar a estrutura, as aulas especializadas e a proposta pedagógica, é fundamental verificar se a escola está aberta ao diálogo e se possui os mesmos valores da sua família. O acompanhamento escolar, tanto da família quanto da escola, deve ser dedicado e eficiente. Assim, o processo de ensino e de aprendizagem se torna muito mais eficaz, pois as duas figuras são formadoras de valores, crenças, e precisam estar em comum acordo, com os mesmos objetivos e princípios”, declara Bruno Ramos, diretor do Colégio Pitágoras Cidade Jardim.

Elencamos neste post os principais pontos a serem observados. O que sugerimos é que se faça uma pré-seleção a partir de três principais pontos. A partir dela, você passa para uma análise mais detalhada para chegar à escolha final. Vale montar uma tabelinha para facilitar a avaliação.

Pré seleção: o que devo observar?

1) Projeto pedagógico: é muito importante que os pais pesquisem sobre a linha pedagógica, a metodologia de ensino da escola e se a família se identifica com a proposta, se está de acordo com as expectativas em relação à formação de seu filho. Vale acompanhar as atividades, conversar com a coordenação e os pais de alunos para analisar o projeto.

2) Localização: fica perto da minha casa? Terei condição de levar e/ou buscar? Será necessário contratar escolar? Ter contato com a escola, mesmo que apenas na chegada ou saída, pode ser interessante, para perceber o comportamento do seu filho quando está lá.

3) Indicação: se possível, é sempre bom conhecer alguém que já tenha o filho estudando naquele lugar. Fica bem mais fácil descobrir os pontos positivos e negativos da escola para uma avaliação final.

Se você conseguir chegar a duas ou três opções, vale visitar cada uma delas e passar para a segunda parte. Agora, observe o seguinte:

:: Como é o espaço físico (já visitamos uma escola em que as paredes eram divisórias e não havia janelas nas salas)? Tem espaço para brincar em dia de sol e de chuva? A escola tem uma estrutura adequada para a quantidade de alunos? Os alunos têm espaço suficiente para brincar e praticar esportes? A estrutura é adequada para as diferentes faixas etárias? A escola possui laboratórios de informática e ciências? A escola possui uma biblioteca com um acervo variado, de acordo com a faixa etária dos alunos?

:: Existem aulas especializadas?  Além das aulas que formam a base do currículo tradicional, avalie quais atividades especializadas a escola oferece, como aulas de circo, yoga, gastronomia, dança, teatro, idiomas, judô etc.

:: Como os coordenadores e os professores tratam os pais e alunos?
:: Como funciona a questão da segurança? Os pais precisam deixar a criança na porta da sala de aula ou há alguém para recebê-la na entrada da escola? O acesso dos pais é livre?
:: É importante perceber o contato da criança com o ambiente antes de tomar uma decisão: ela gostou, se sentiu confortável, como a trataram?
:: Alimentação: as crianças compartilham a lancheira ou cada um come só o seu lanche? Respeitam o cardápio mais saudável ou aceitam guloseimas? A cantina oferece opções balanceadas?
:: As crianças que estudam lá parecem felizes? Lembro-me de uma amiga dando essa dica: veja se as crianças estão sorrindo, se divertindo, se elas expressam gostarem do ambiente.
:: A escola respeita o tempo da criança? Por exemplo, quando Ciça ainda usava fralda e chupeta, a Flávia procurou uma escola que respeitasse o momento da criança para o desfralde e, junto com os pais, iniciasse o processo de mudança.
:: E a inclusão, como é trabalhada? Para a gente, é fundamental, pois sempre convivemos com portadores de necessidades especiais e trabalhamos com projetos sociais que exploram a questão, mas sabemos de pais que não querem seus filhos convivendo com crianças que precisam de mais cuidados (triste, não?)
:: O espaço é educativo? É visível o incentivo à aprendizagem?
:: Como são os eventos sociais: muitas escolas adotam um calendário tradicional das festividades, outras optam por comemorar o dia da família e atividades culturais. Com que tipo de evento sua família mais se identifica?
:: Profissionais: do berçário ao ensino médio, é fundamental que os alunos sejam ensinados por profissionais qualificados e que estejam buscando constante aprimoramento. É importante que a escola incentive a formação continuada dos professores, coordenadores e outros profissionais.
:: Observe se o discurso é alinhado. Veja se a secretaria, a coordenação, os professores e o porteiro têm o mesmo discurso sobre o que é a escola, sobre os serviços oferecidos e seus diferenciais.
:: Avalie como é feita a comunicação com os pais e responsáveis. Veja se a escola possui funcionalidades (aplicativos, agendas) ou outros recursos que incentivam a participação dos pais no dia a dia da escola.
:: A escola valoriza a presença da família? Nada como um ambiente acolhedor. Os alunos têm que ver a escola como uma extensão da sua casa.
:: Que tipo de atividades extraclasse o colégio oferece? Ele propõe viagens e excursões com os alunos? Ele incentiva a participação em concursos e processos seletivos?
:: É muito importante que aconteça um processo de adaptação, com um aumento gradual do tempo de permanência da criança na escola, e que os pais participem.
:: procure informações sobre a Escola no Sinpro/MG (Sindicato dos Professores de Minas Gerais) e no site do INEP.
……………………………………………………………………………………………………………………….

 

A vivência na escola contribui para a formação do ser humano. As atividades devem privilegiar o gosto pelo saber, o pensamento autônomo, a cidadania e a infância. Preparar a criança para a vida, e não apenas para o conteúdo. Sabendo disto, o Colégio Pitágoras Cidade Jardim valoriza a formação integral como uma construção de experiências e informações que estimulam a curiosidade do aluno, levando-o a adquirir conhecimentos e a potencializar seus talentos. E o colégio, que vai do berçário ao ensino médio, já iniciou o processo seletivo, as provas de seleção serão no dia 8/10. Para saber mais, acesse o portal ou ligue: (31) 2111-2135.