Os avós são responsáveis por grande parte das memórias afetivas de nossa infância. Um abraço apertado, uma brincadeira inusitada, uma história “das antigas”, um bolo quentinho saindo do forno, são carinhos que encantam. Imagine o deleite da meninada quando a vovó resolve abrir seu baú de lembranças?

É esta a temática do filme independente mineiro “Dentro da Caixinha”, do diretor Guilherme Reis. “Arthur, Laura e João passam férias na casa da avó, numa grande cidade. Os três irmãos se distraem com videogames e redes sociais quando, de repente, uma tempestade provoca a queda de energia. Ao ver seus netos entediados sem os passatempos eletrônicos, Neusa revira seu baú de lembranças e surpreende as crianças com o divertido universo das brincadeiras de roda.” E quem não ama brincadeiras de roda, não é mesmo?

A gente gostou tanto da iniciativa, que pedimos ao Guilherme para contar um pouco mais sobre como surgiu a ideia do filme e, claro, da sua infância em Belo Horizonte. Confira:

Na pracinha Qual foi a sua motivação para a temática do filme? 
Sempre quis fazer um musical infantil fantástico. Durante anos eu achava que para isso teria que me associar a algum músico ou banda. Tentei vários, até que decidi pesquisar as músicas e montar o repertório, que possui duas músicas originais feitas por mim. Uma delas em parceria com o diretor musical Rafael Nelvam. Sobre o enredo, me inspirei nas minhas avós, que gostavam de contar histórias para os netos. Me inspirou também ver crianças brincando de transformar um sapato em um navio, um lápis em um avião. Ou seja, a imaginação como brinquedo foi o “mote” das caixinhas lúdicas.

Na pracinha Guilherme, você brincou muito de roda na infância?
As escolas têm um papel fundamental na preservação das cantigas, e comigo não foi diferente. Brincava de roda na escola. Minhas brincadeiras preferidas eram jogar bola, bolinha de gude e videogame. E tive uma infância muito musical, tocando flauta doce, violão e ouvindo música.

O Guilherme ainda confessou pra gente que uma das locações do filme é um dos espaços que ele mais curte da nossa Beagá – e a gente também – o Museu de História Natural da UFMG {espia aqui a nossa cobertura}.

Vamos todos para o cinema conferir esse filme que é pura brincadeira? Confira a programação:


Pré-estreia 12/10/16
13h50 – Shopping Cidade {R. Tupis, 337 – Centro)
13h40 – Shopping Contagem {Av. Severino Ballesteros Rodrigues, 850 – Cabral}

Estreia 13/10/16
Cineart Boulevard Shopping – 14h10
Cineart Shopping Cidade – 12h | 15h | 16h10
Cineart Shopping Contagem – 14h | 17h15

Saiba mais sobre o filme:
Fan page
Site