Líquido o quê? Não-newtoniano! Não quem? Newtoniano! De Newton. Aquele sujeito que há um tempão criou (descobriu?) as leis de newton (dele mesmo). Para explicar (bem resumidamente) porque esse líquido é especial e diferente dos outros a gente precisa lembrar que a maioria das matérias presentes no mundo se encontram nos estados: sólido, líquido e gasoso. E é aí que está a graça do líquido não-newtoniano: ele se comporta como sólido em alguns momentos e como líquido em outros, tudo isso sem alterar a temperatura. Mucho loco!

Curiosidade: Além de ter esse nome-negação, algumas pessoas também chamam o líquido não-newtoniano de Oobleck. Este nome mais maluco ainda veio de um livro de um escritor infantil famoso de língua inglesa: Dr. Seuss. Na história “Bartholomew and the Oobleck”, um rei se cansa do tempo (clima) normal de todos os dias, e ao invés de água normal, ele faz coisas grudentas cairem do céu.

Para fazer o seu próprio Oobleck você vai precisar de:

  • 1 xícara de maizena
  • 1/4 a 1/2 xícara de água
  • tigela e ou bacia (depende do tanto que você quiser fazer)

Coloque a maizena na tigela. Adicione água lentamente (bem lentamente mesmo) e vá misturando, com os dedos, até que a mistura fique com uma consistência próxima ao mel. Se for para errar pra algum lado eu diria para você pensar em deixar ela mais durinha com menos água.

Agora é só se divertir!

Líquidos normais espalham para todos os lados quando batemos nossas mãos abertas em suas superfícies. Experimente bater na superfície do Oobleck para ver o que acontece. Agora experimente colocar seu dedo bem devagarzinho.

Outra coisa que você pode fazer é colocar uma quantidade suficiente na sua mão para fazer uma bolinha. Aperte bem e veja o que acontece. Agora abra a mão e observe como ele volta a se comportar como líquido.

Nessa hora eu estava com a câmera por perto e pedi para a Alice segurar a mão aberta enquanto eu tirava uma foto do líquido escorrendo entre seus dedos.

Aqui em casa a gente testou também outros experimentos. Colocamos dentro de um balão e ficamos batendo nele. Experimentamos misturar com hidratante (não deu muito certo). A Alice também quis cobrir a varanda inteira com a mistura (claro que eu não deixei). A Nina ficou com um pouco de agonia de sujar as mãos.

Observação: As chances de fazer uma sujeirada são quase 100%!