Editorial de Carnaval Ora bolinhas por Camila Coura

A criançada poderá se divertir pelos bloquinhos infantis durante o Carnaval em BH. Mas, você já pensou em organizar um Bailinho na sua casa? Que tal reunir os amigos, a primaiada e fazer a alegria da garotada? Junte um pouco de criatividade, um bom playlist infantil, muito confete e serpentina, e a bagunça estará armada! Confira as nossas dicas para um festejo especial!

Onde fazer?

Pode ser no quintal da casa da vovó, na sala do seu apartamento, na garagem da madrinha, no salão de festas do prédio da vizinha. O importante é avaliar se o local estará seguro para a brincadeira: afaste os móveis, guarde objetos que possam machucar os pequenos, deixe um espaço amplo pra criançada curtir com muito confete e serpentina. Mas, lembre-se de no final pedir ajuda dos pequenos para a arrumação e limpeza! Inspire-se no bloco dos Vassourinhas!
Convite festivo!

E a decoração?
Colares de havaianas, máscaras, balões, serpentinas e pompons podem ser pregados com fita crepe no teto e dão um efeito bem legal. Cordões com franjas ou pratos coloridos dão o tom no festejo. Detalhes de fantasias em alguns pontos do ambiente também completam o visual. Use tapetes, puffs, almofadas para dar um charme a mais e um espaço de descanso para os pequenos. Aproveite o movimento DIY dos preparativos da decor para praticar muita filhoterapia, assim começa a diversão.

Fitas de cetim para dar um charme – Foto: Camila Coura

 

Chapeuzinhos enfeitados – Foto: Camila Coura

 

As sobras de outras festas podem virar decoração – Foto: Fabiano Aguiar

 

Franjas coloridas e uma mesa de lanche bem divertida

 

Círculos feitos com papéis coloridos em uma parede branca fazem graça
Balões no teto e Puffs para dar conforto
Serpentinas no teto fica charmoso, né?
 

E a música? 
Aproveite para apresentar à criançada as marchinhas carnavalescas (que sejam adequadas para a idade), e abuse das músicas infantis, afinal, é a farra dos pequenos! Neste link tem uma playlist super legal que montamos.

Outros bem bacanas:
:: Carnaval do Palavra Cantada: marchinhas, sambas, frevos, maracatus para a meninada se divertir
:: Carnaval do Furunfunfum: marchinhas de carnaval cantadas ao pé do ouvido
:: Samba pras crianças: gravado pela ONG “Toca o Bonde – Usina da Gente”, dez meninos e meninas cantam sambas tradicionais.
:: Sassaraicando – e o Rio inventou a marchinha: mais de 100 marchinhas tradicionais que embalarão a festa por horas!
:: Forró para crianças: Chico Buarque, Maria Rita e João Bosco são alguns dos nomes consagrados que estão no álbum
Foto: Patrícia de Sá

 

Brincando no Bailinho!

Peça aos convidados para levarem fantasias, adereços e instrumentos, as crianças aprenderão a compartilhar os brinquedos e a festinha poderá ganhar um camarim especial, maquiagens e tatuagens temporárias também super agradam os baixinhos.
Que tal uma oficina de máscaras? Faça um molde em branco e deixe a meninada customizá-las com guache, lantejoula, lápis de cor etc. E uma de pandeiro e chocalho? Reaproveite garrafas pets e pratinhos de festas – que também podem se transformar em um mar de peixinhos! O que conta é a diversão! Que tal se inspirar em:
:: Pandeiros de Papel por Massacuca (clique AQUI)
:: Chocalhos de grãos por Massacuca (clique AQUI)
:: Cortina sensorial (com bambolê) por Massacuca (clique AQUI)
:: Máscara de leão por Estéfi Machado (clique AQUI)
:: Fantasia de índio por Estéfi Machado (clique AQUI)
:: Coroa de flores por Escola de Costurar (clique AQUI)
:: Máscara de coelhinho de colher por Lúdica (clique AQUI)

 

Um túnel de tecido para os pequenos foliões

 

Chocalho e confete são sucesso, sempre!
Oficina de máscaras – Foto: Fabiano Aguiar
Bambolê com fitas vira uma cortina sensorial – Foto: Massacuca

 

Máscara com sobras de materiais de festas – Foto: Estefi Machado

 

Pandeiro que também aproveita as sobras – Foto: Massacuca
Dá para improvisar fantasia de índio – Foto: Estéfi Machado

 

Que tal uma oficina de coroa de flores para mãe e filha? – Foto: Escola de Costurar

 

Que tal improvisar uma máscara bem engraçada? – Foto: Duorama

 

Mar de peixinhos brincantes

Comes e Bebes

Pense em lanchinhos leves, como bolos caseiros (cenoura e laranja são sempre uma boa pedida), sanduíches naturais, pães de queijo, espetinhos de frutas e castanhas. Para hidratar, muita água, sucos naturais e mate geladinhos, além de chup chup!
Troque os utensílios descartáveis pelos reaproveitáveis!
Não se esqueça de imprimir o tom carnavalesco também nas comidinhas – Foto: Fabiano Aguiar
Comida divertida – Foto: Fabiano Aguiar

 

Ala-la-ô – Foto: Fabiano Aguiar

 

Não se esqueça:

  • pense em um horário adequado para as crianças, pela manhã ou no final da tarde;
  • ofereça muita água para hidratar a meninada neste calorão dos últimos dias
  • fique atento com a brincadeira dos confetes e serpentinas para não machucar o rosto dos amiguinhos
  • evite o spray de espuma, pois pode causar reações alérgicas
  • as tintas para pintura no rosto devem ser de material antialérgico
  • as máscaras de material sintético também representam riscos. Elas devem se encaixar corretamente no formato do rosto da criança para não impedir a respiração. Os elásticos fixadores das máscaras também podem ferir a criança;
  • as crianças adoram brincadeiras com balões de látex e bexigas. Mas fique atento, pois as sobras de bexigas estouradas podem representar riscos de sufocamento.
  • escolha fantasias feitas de tecidos leves, arejados (como o algodão) e que sejam fáceis de vestir. Você pode também reaproveitar materiais da sua casa.
Boa folia!
Editorial de Carnaval Ora bolinhas por Camila Coura
Referências festivas: Massacuca, Estefi Machado e Dadadá