Manter a caderneta de vacinação dos pequenos atualizada é uma responsabilidade dos pais. Periodicamente, o Ministério da Saúde faz modificações nas doses e esquemas de algumas das principais vacinas. É de extrema importância acompanhar junto com o pediatra para que seu filho fique protegido, assim como discutir sobre a real necessidade das doses na rede privada.

Neste ano, as vacinas Hepatite A, Tetra Viral, Meningocócica C e HPV foram alteradas, para aumentar a proteção das crianças.  Entenda:

 

Hepatite A

Antes, a idade máxima para a dose da vacina era até 2 anos, em 2017, uma dose aos 15 meses, ou até 4 anos, 11 meses e 29 dias.

Varicela
Crianças com até 5 anos passam a tomar a vacina contra Varicela, e o esquema vacinal muda para: 1ª dose de tríplice viral, 2ª dose de tríplice viral (até 15 meses) ou tríplice viral + varicela (até 4 anos, 11 meses e 29 dias).

HPV
No esquema vacinal, serão incluídos os meninos, de 12 a 13 anos, com 2 doses no intervalo de 0 e 6 meses.
Meningocócica C
Antes, a primeira dose era com idade máxima até 2 anos e reforço aos 4, haverá novo reforço aos 12/13 anos. O esquema vacinal para os menores, mudará para 2 doses aos 3 e 5 meses, reforço aos 12 meses.
Está em dúvida se o calendário de vacinação do seu filho está atualizado? 
Confira o calendário oficial 2016 da Sociedade Brasileira de Pediatria ou leve o cartão no posto de saúde mais próximo ;) – ainda não foi disponibilizado o de 2017.

Neste link, você encontra o calendário com as vacinas da rede privada recomendado pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

Fonte: Ministério da Saúde