“Quando abro a cada manhã a janela do meu quarto
É como se abrisse o mesmo livro

Numa página nova…”
Mario Quintana

Toda manhã de evento Na pracinha é a mesma história: a gente acorda bem cedinho, torcendo para o sol dar o ar da graça ao abrirmos a janela.

Com toda a família, carregamos o carro com os materiais de produção e partimos para a praça ou parque escolhidos. Bem antes dos leitores chegarem, começamos a organizar todos os espaços. O local do evento é mapeado na semana anterior, em uma visita técnica que a gente realiza – se esbarrar com a gente perto da sua casa, pode ser que o Na pracinha se encontre por lá em breve!

Mas a gente não faz tudo sozinhas não. Além da importante ajuda da família, que coloca a mão na massa, os parceiros participam ativamente! A querida Lívia, da Brincar lá fora, cuida dos detalhes da cenografia, pensando em como o “nosso colorido” se espalhará pelo espaço. E tudo que a gente não alcança, os papais são nosso braço direito e esquerdo. Enquanto isso, os pequenos se revezam entre balanço e escorrega, correm pra lá e pra cá,  às vezes ajudando em atividades mais simples, curtindo esse momento “Família Na pracinha”, que acaba se tornando um verdadeiro ritual. Cecília e Sara vivenciaram o Encontro já maiorzinhas, mas Olívia e Raul curtem desde bebêzinhos – antes no carrinho, sling ou colo amigo, depois engatinhando e agora correndo e pulando por aí <3

 

Cada parceiro cuida da montagem de sua área com muito carinho, sempre pensando em como as nossas crianças vão curtir a manhã.

Os primeiros leitores a chegar, às vezes nos pegam dando os últimos retoques na montagem – é que a gente quer tudo perfeitim – e muitas vezes até nos dão uma mãozinha.

 

A hora de começar se aproxima e rapidamente o parque se enche de crianças correndo e distribuindo sorrisos. Pronto – o ritual ficou completo!

Agora é hora de todo mundo brincar muito, e a gente fica ali, organizando a programação, cuidando para que tudo transcorra bem e de olho em nossos pequenos também. O legal do Na pracinha é que a gente trabalha brincando e em família, né?!

 

E quando termina? É hora de desmontar tudo, recolhendo os materiais, deixando o espaço limpinho e com o coração cheio de alegria por mais um encontro especial.

Ao longo desses 5 anos, muitos registros dessa rotina foram feitas, e já fazem parte da história do Na pracinha. Escrevendo esse post ficamos tão emocionadas e felizes.

E no próximo sábado, estaremos a postos outra vez. Vamos acordar cedinho e preparar cada detalhe pensando em vocês. Esperamos todos no 29º Encontro Na pracinha – vamos brincar lá fora!