Foto: Tanto Mar Fotografia
Foto: Tanto Mar Fotografia

“Ainda acabo fazendo livros onde as nossas crianças possam morar.” – Monteiro Lobato

Hoje, 18 de abril, é o Dia Nacional do Livro Infantil. A data é uma homenagem a Monteiro Lobato, que sempre inseriu elementos da nossa cultura e folclore nas histórias para as crianças. Quem não se lembra das aventuras no Sítio do Pica Pau Amarelo?

Histórias que encantam e exploram o imaginário infantil, a literatura de Monteiro Lobato não tem idade. Seja mediando a leitura, ou presenteando seu pequeno leitor com uma obra do autor, aproveite a oportunidade para apresentar as incríveis histórias às crianças com quem convive. Compartilhar leituras que fazem parte das memórias afetivas de nossa infância com nossos filhos é uma experiência significativa.  Despertar o gosto pela leitura pode influenciar o destino dos pequenos, tornando-os adultos criativos, conscientes e críticos.

Por que, afinal, ler Monteiro Lobato? {Heloísa Ramos, A TABA}
Por ser reconhecidamente um dos nossos maiores escritores, em que se destaca a qualidade literária, do ponto de vista da originalidade, da criatividade e dos recursos linguísticos e literários inovadores. Os mais expressivos autores brasileiros contemporâneos de literatura infantil são unânimes na declaração da importância que a leitura de Lobato teve em suas vidas e da influência que exerceu em suas obras: Sylvia Orthof, Ana Maria Machado, Ruth Rocha e Pedro Bandeira, por exemplo. Por tudo, enfim, que ele significa: “fundador de nosso imaginário” nas palavras de Marisa Lajolo, “primeiro reformador da prosa brasileira”, para Oswald de Andrade, “dos valores mais indiscutidos da nossa literatura moderna”, para Antonio Candido.


Não perca essa oportunidade, o tempo da infância passa mais rápido do que as páginas dos livros… 

“Ainda acabo fazendo livros onde as nossas crianças possam morar.”
Monteiro Lobato