O bom da nossa capital é contar com opções de parques em todas as regiões, o que permite para a criançada diversão gratuita e contato com a natureza! O Parque Aggeo Pio Sobrinho fica no Buritis e conta com área de lazer e esportes – são 600 mil metros quadrados. Para muitos moradores da região é considerado o “quintalzão” de casa. Ele está sempre cheio de crianças brincando muito.

Segundo a Prefeitura de BH, é a segunda maior área verde da capital – mas, sempre que passeamos por lá, sentimos faltas de mais áreas de sombra. Há ainda a presença de nascentes que formam o córrego Ponte Queimada. A criançada se diverte acompanhando o curso do córrego. A água do córrego é imprópria para banho, não recomendamos permitir que as crianças banhem-se nelas.

O parquinho possui muitos brinquedos para divertir os pequenos: brinquedão, escorrega, gangorra, balanços, além de uma área livre para soltar pipa, bater uma bolinha, brincar de pique! Por isso, nos finais de semana, o parque está sempre cheio, com muitas famílias piqueniqueando. Por lá é possível praticar caminhada, trilha ecológica, e se exercitar na quadra poliesportiva. O espaço conta com algumas mesas de jogos e bancos de contemplação.

O Encontro Na pracinha já foi realizado 3 vezes no parque, e sempre foi muito especial. A gente curtiu demais! Algumas das fotos são registros destes momentos também.

O que tem de bom por lá:
:: ambiente natural
:: muito espaço para brincar
:: parquinho
: :banheiros
O que precisa melhorar:
:: manutenção dos brinquedos
:: mais bancos para contemplação

 

É permitido no parque – segundo a Fundação de Parques Municipais (PORTARIA Nº 0023/2013) :

– o uso de bolas leves de plástico para brincadeiras, desde que não perturbe o bom funcionamento dos parques;
– o uso de bolas e a prática de esportes nas áreas reservadas para este fim;
– o uso de bicicletas de aro 12, 14 e 16, skates, patins e patinetes nas áreas específicas, desde que não comprometa a segurança dos usuários e não danifique o patrimônio público;
– soltar pipas de papel nas áreas autorizadas, desde que não se utilize fios cortantes (cerol ou similares), longe da rede elétrica e sem perturbar os demais usuários;
– a utilização de rádios, gravadores portáteis e quaisquer outros aparelhos de som, desde que não incomode os demais usuários;
– a utilização dos brinquedos do parque infantil por crianças de até 12 (doze) anos de idade;
– a permanência de cães-guia na companhia de portadores de deficiência visual, conforme Lei Federal nº 11.126 de 2005 e Lei Municipal nº 9.248 de 2006.
– Não é permitida a entrada de animais domésticos.

Quer conhecer?
Aproveite as nossas dicas de brincadeiras ao ar livre (aqui) e organize um piquenique.

 

Fotos: Dynele Coelho, Rodrigo Cabido, Duorama Fotografias

 

#repost
Primeira publicação em abril/13
Post atualizado em março/17