“Mas ele é um bebê! E se ele chorar? Vai ficar traumatizado?”

“Ao aparecer o primeiro dente de leite ou até o primeiro aniversário de vida, o bebê deve visitar preventivamente o odontopediatra, sendo que as visitas seguintes serão agendadas de acordo com a necessidade de cada bebê.” Esta é a recomendação da Associação Brasileira de Odontopediatria para manter a saúde bucal de seu filho. Mas e o choro?

No atendimento de crianças de 0 a 3 anos, pode realmente acontecer da criança chorar ao ser examinada. Nesta fase da vida elas ainda são imaturas psicologicamente e qualquer pequeno desconforto pode ser manifestado como choro. Na consulta, o odontopediatra necessita fazer um exame para visualizar se está tudo correto com a boquinha da criança. É um exame rápido, que permite um diagnóstico adequado e as orientações necessárias.

Para a segurança da criança, ela precisa ser estabilizada, por poucos minutos, para que o exame seja adequado. Da mesma forma que fazemos para cortar as unhas ou no médico para exames em geral. Com carinho e firmeza, muitas vezes no colo dos pais, a cavidade bucal pode ser examinada com segurança.

Com o crescimento e desenvolvimento, e as visitas periódicas, a criança entende essa relação de ajuda e que o Odontopediatra é um amigo do sorriso! O Odontopediatra está preparado para lidar com essas situações – já falamos sobre:
Criança no dentista: qual é o segredo?
A primeira consulta na odontopediatra
Medo de dentista

 

Evite comentários sobre experiências desagradáveis na frente da criança e assuma uma postura positiva. Afinal, os cuidados preventivos auxiliam na manutenção da saúde, evitando que alterações ocorram.

E, em casa, sempre realize a escovação, todos os dias. É mais uma tarefa da rotina diária, mas que pode ser realizada de uma forma leve e natural, usando a criatividade.

Assistam a este vídeo do Gabriel Politano – Coordenador de Odontologia para Gestantes e Neonatos da Associação Brasileira de Odontopediatria – , que esclarece mais alguns aspectos sobre o assunto.