Liz, com seus dois anos e quatro meses, ganhou uma irmã! Bel nasceu no final de setembro, trazendo mais alegria e amor para nossa família e uma dinâmica diferente para nossa rotina que antes só tinha uma criança. Liz está nos surpreendendo positivamente nesse novo arranjo familiar. Tivemos alguns cuidados desde a gravidez que acredito terem influenciado nesse processo, que compartilho por aqui:

> Ímãs fotos da Liz
Escolhi imprimir as fotos da Liz, desde minha barriga até o presente momento em ímãs para ficar sempre à vista dela. Gostaria que ela percebesse todo o cuidado que tivemos com ela bebê, então colocamos fotos dela trocando fralda, tomando banho, no nosso colo, chorando e sendo amamentada. Ela amou! Além de Liz conhecer mais sobre sua história, uso os imãs para mostrar que a roupa da Bel era da Liz ou que ela está mamando assim como Liz mamou muito tempo na mamãe. Visualmente, fica mais claro pra ela do que somente contando.

> Clareza
Desde a gravidez expliquei pra Liz o que seria um bebê recém-nascido: bem molinho, que chorava e mamava muito e que não conseguia brincar ainda. Acredito ser bacana não criar expectativa que vai ganhar uma amiga pra brincar porque no início  isso não acontece, não é?! Também conto que ela vai conseguir brincar com Liz quando crescer mais um pouquinho. Liz me surpreendeu nesse quesito, pois achou uma excelente maneira de brincar com Bel – adora contar histórias pra ela!

  1. > Atenção
    Quando um bebê nasce, todos voltam o olhar para ele e o cansaço chega até nos readaptarmos com as noites interrompidas e as mamadas longas. Mas tive o cuidado de dar uma atenção enorme pra Liz nesse início, pois ela era a que menos entendia que essa fase passaria. Muita brincadeira no chão com Bel mamando, muitos passeios no parque com Bel no sling e muita presença do papai quando eu estava absorvida nos cuidados com Bel.> Empatia
    Normal sentir ciúme, não é?! A mamãe antes só dela, agora também é da Bel que pede a plenos pulmões atenção o tempo todo. Entender que a Liz vai querer colo enquanto amamento, vai querer brincar com os brinquedos da Bel e vai querer imitar a irmã chorando ou pedindo pra mamar, faz com eu tenha consciência que não é que essas situações não irão ocorrer e sim a maneira como eu lido com elas que vai determinar se o dia será tranquilo ou não.> Livre acesso a Bel
    Temos um combinado da Liz só pegar Bel no sofá ou na cama, mas todas as vezes que Liz pede para pegar a Bel eu deixo. No início, isso acontecia dezenas de vezes por dia, agora,  Bel com 2 meses tem dia que a Liz nem pega. O fato de ela pegar quando quiser faz com que ela sinta parte da chegada de Bel. Ela também ajuda a trocar a fralda e gosta de brincar com suas bonecas colocando a fralda da Bel nelas ou passando pomada, ou dando banho enquanto eu realizo essas ações com a pequena.

Se a chegada de um bebê é, em muitas situações, difícil para nós, adultos, imagina para uma criança pequena. Prepará-la para o momento, continuar olhando para ela, fazê-la parte da novidade e respeitando o momento de mudança da vida dela também fez com que Liz vivesse a nova realidade de uma maneira leve e respeitosa.  Afinal, quer coisa melhor na vida do que ganhar uma irmã ?