Foto: Pixabay | Pexels

 

Às vezes a criança reclama que o dente está doendo, os pais a levam ao dentista, e para a surpresa de todos: uma afta!

A afta aparece muitas vezes devido a um estímulo local como:
:: escovação inadequada (movimentos muito intensos atingindo os tecidos moles, algumas vezes associados à escova de dente muito grande)
:: objetos levados à boca
:: trauma por aparelho ortodôntico
:: uma mordida acidental por dentro da bochecha
:: ou até mesmo o dedinho na boca com as unhas não cortadas

Também pode acontecer, caso a criança tenha trombado com um coleguinha, batido o rosto e apesar de não ter nenhuma marca externa, a afta surge no local interno da batida. Além da medicação local, que é receitada pelo odontopediatra ou pediatra, deve ser evitado o consumo de alimentos ácidos como laranja, limão, abacaxi, sucos, tomate, entre outros. Como a afta apresenta um centro ulcerado, o pH ácido desses alimentos citados retarda a cura.

Quando a afta aparece de forma múltipla e repetida, ou leva mais de dez dias para desaparecer, é preciso procurar um profissional. Assim ele poderá avaliar e diferenciar de outras lesões que também são comuns na boca, como fístulas, estomatite, entre outras.  Hoje também existe o tratamento a laser para a afta.

Na maioria das vezes, mesmo sem qualquer medicação, apenas evitando estímulos ácidos, a afta desaparece dentro do período de três a quatro dias. Uma boa conversa, carinho e beijinhos também são muito indicados