Manhã de Piquenique Musical Na pracinha. Minha família chega cedo, com a querida Lívia, para dar aquele colorido no parque que faz parte da identidade do nosso Movimento. É um privilégio amanhecer junto a natureza, ouvindo o canto dos pássaros e o ritmo natural do espaço. A gente se sente em casa. Pendura bandeirola, coloca plaquinha, pára, contempla, brinca. As vezes, somos presenteados até com fruta no pé, nesse dia foi pitanga! A querida Gledes chega com Paulo e sua família. Descarrega e monta o som. Aos poucos, as famílias vão aparecendo, estendendo suas toalhas no gramado e organizando o lanche. Piqueniqueando ao som dos testes da já agora Guegué. De repente, muitas risadas e conversas. Quando a gente percebe, já tem um montão de famílias conosco, ocupando aquele espaço que é de todos. O nosso quintal ♥︎

Já são 6 anos brincando Na pracinha. Gledes (a querida Guegué) e sua família participam desde o início dos encontros, a considero uma madrinha desta praça. Quando o Na pracinha foi criado, resgatamos a prática do piquenique em família, pois é um momento tão delicioso, onde compartilhamos tempo junto ao ar livre e sem pressa. O vínculo e a conexão com a criança são construídas no cotidiano, e os momentos de pausa em família se tornam um vislumbre potente deste afeto.

Domingo, 18, foi especial. Assim encerramos a programação do ano. Em 2019, tem mais! Por ora, espia só um pouquinho do que contei e não deixe de acompanhar sempre por aqui, para não perder a oportunidade de participar dos próximos (já faz parte da nossa lista? receba a newsletter pra ficar por dentro de tudo!). Os registros sensíveis foram feitos pela Carol:

 

 

A gente se encontra Na pracinha
A gente se encontra Na pracinha

 

Ficha técnica:
Cenografia: Brincar lá fora
Contação de Histórias: O quintal da Guegué
Fotografia: Carolina Guimarães