Foto: Caroline Guimarães

Lua Barros começa a roda do @entrenosencontros com um convite para conexão com a gente. Nos guia em uma conversa que desmitifica o conceito muitas vezes propagado de forma rasa, efêmera, sobre autocuidado. O papo é direto, sem voltas. Ouvimos histórias de mulheres reais: medos, anseios, alegrias, surpresas. A roda termina, um incomodo fica. Faz morada durante dias. As palavras reverberam e, de repente, tudo se clareia…
Autocuidado é responsabilizar-se. E é se auto-preservar. É sobre o que vem de dentro, e não de fora, mais sobre o mental do que o visual. Ter consciência de quem se é, do que deseja. Não é fácil, é trabalho para vida toda. Um processo de reconhecimento e aceitação: dos vazios e dos abastecimentos; dos silêncios e ausências; do momento para lidar com as sombras; de entender as imperfeições, faltas, e limites. Não é sobre egoísmo, e sim, entrega.
É sobre faltas, o que geralmente buscamos e muitas vezes nos cega. Almejamos um ideal de felicidade, não celebramos a alegria do instante, nos perdemos no cotidiano.
Autocuidado é sobre escolhas, saber deixar ir, seguir em frente, mas com toda liberdade para voltar.
Afinal, quem cuida da mãe? A gente. Você cuidando de si e tudo bem ♡

Se quiser saber mais sobre o assunto, leia o Especial de Autocuidado produzido pela Comum – uma plataforma com conteúdos feito e para mulheres. Espero que faça sentido para você.


Autocuidado e Reconexão Materna foi o tema da roda de conversa do Entre Nós Encontros em fevereiro/19, facilitada pela Lua Barros, mãe, educadora parental e colunista da Revista Vida Simples.

O Entre Nós são encontros para compartilharmos conteúdos valiosos e experiências sobre parentalidade, infância, educação e relações afetivas. Momentos de escuta e acolhimento de nossos sentimentos e vivências como mães, pais, cuidadores e responsáveis, de forma consciente e respeitosa. A curadoria é feita pelo nosso olhar atento e do não julgamento de Flávia Pellegrini e Ana Paula Lobato. Uma iniciativa do Mom is Cool e do Na pracinha, que acreditam no afeto, no diálogo, no respeito e na presença como bases para uma relação equilibrada entre pais e filhos. Saiba mais sobre a próxima roda neste link