No próximo sábado, 1 de junho, pela Semana Mundial do Brincar, iremos promover mais uma edição da Feira de Trocas Na pracinha.Será uma manhã de trocas, histórias e piquenique em família ♥︎

Propomos uma reflexão sobre o valor das “coisas” e a importância dos momentos. Nossa intenção com a feira de trocas é possibilitar que os pequenos entendam um pouco mais sobre consumo, desapego e colaboração. Que tal convidar as crianças daí para participarem?

A troca de brinquedos é um exercício muito bacana de convivência e colaboração, que permite autonomia nas decisões e a conquista de suas escolhas. É necessário argumentar, negociar, fazer com que o amigo também se interesse pelo outro brinquedo.

Conversem sobre o assunto, separem os brinquedos e vamos juntos pensar – e fazer – um dia diferente! Separem a toalha xadrez, coloquem delícias na cesta e convidem a família e os amigos para curtir uma manhã na natureza com muito brincar. Para nos fazer companhia teremos as bolhas de sabão gigantes da Formiguinhas e boas histórias com o grupo “Arte de Compartilhar Histórias”.

E além de trocar, também vale (e muito!) doar. A Vó Dolores receberá brinquedos e itens de enxoval que as crianças não quiserem/usarem mais para direcioná-los a famílias carentes.
A cobertura fotográfica será da Duorama e a cenografia especial da Brincar lá fora.

Anote aí:
Sábado, 1 de junho, 9h30 às 11h30

Parque Estrelinha/Havai: r. Manila, 300 – Estrela Dalva/Havaí
Confira a nossa cobertura (aqui) e conheça o parque
Importante: não é permitida a entrada de animais no parque

Programação:
9h30 às 10h40 – Feira de Trocas e brincar livre
10h50 às 11h30 – Arte de Compartilhar Histórias | Contação de histórias
Indicação etária livre
Entrada franca

*em caso de chuva, o evento será cancelado


Importante:
Como será o piquenique? 
A ideia é que possamos curtir a tarde no parque, brincando lá fora, com os atrativos que o espaço oferece. Cada família será responsável pelo seu lanche.

Como funcionará a feira de troca?
– Sugira a criança que organize os brinquedos em uma toalha e que circule pelo espaço. Quando uma criança se interessar por determinado brinquedo, deverá tentar a troca com o dono, ou seja, trocar o brinquedo que trouxe pelo que quer levar para casa. Se não for de interesse das duas crianças, a troca não irá acontecer, afinal, todos têm que ficar satisfeitos.  A ideia é incentivar o diálogo. Para os bem pequetitos, vale a ajuda dos pais, porém, todos precisam entender que o mais importante não é o valor do brinquedo, mas o ato.
– O brinquedo precisa estar em bom estado. Não vale armas (revólver, espada etc), brinquedos faltando peças e brindes de ações promocionais.  Os livros devem estar com todas as páginas, sem rasgos ou rabiscos.

E o posto de doações?
– É só levar os brinquedos para o espaço da Vó Dolores.